Depilação a laser e fotodepilação: qual a diferença

Para mulher que acha que a depilação com cera é pouco eficaz ou muito dolorosa, com toda a certeza já deve ter ouvido falar…

Para mulher que acha que a depilação com cera é pouco eficaz ou muito dolorosa, com toda a certeza já deve ter ouvido falar sobre métodos definitivos que ganham destaque entre o público feminino.

A diferença básica está na luz usada para a depilação. (Foto: Divulgação)

A depilação a laser e a fotodepilação são parecidas em seus meios, só que os métodos utilizados são bem diferentes. Tudo tem sua diferença focada no tipo de laser que elas usam para erradicar a raiz do pelo, o que acaba sendo determinante para que você tenha um resultado satisfatório ou não.Segundo a dermatologista Vanessa Metz, o laser é como um feixe de luz que atinge a célula em questão e impossibilita, durante muito tempo que o pelo nasça e cresça por ali. Ele é mais direcionado e especifico. Já a fotodepilação, segundo ela, não é tão direcionado, o que acaba o tornando não tão eficaz assim, já que é um método onde uma luz mais baixa é utilizado, possuindo uma grande variação de cumprimentos e misturando com outras luzes, além do laser.

Técnicas que não são definitivas

A depilação a laser tem a luz mais concentrada, removendo mais pelos em cada sessão. (Foto: Divulgação)

Muito embora seja conhecido entre o público feminino por ser um método de remoção definitiva, especialistas são unanimes em afirmar que os dois procedimentos não são, contudo, são progressivas. Em sua maioria, consegue-se notar uma redução de 80% a 90% dos pelos, mas não seu desaparecimento e, além disso, nada de primeira sessão. Para que você atinja esse nível de redução é necessário primeiro que você faça um pacote com pelo menos 10 sessões, sendo que o resultado de uma forma abrangente será perceptível apenas a parte da 8 sessão. Para que o resultado obtido seja mantido, é necessário que você faça uma sessão de manutenção a cada seis meses ou um ano, variando de pessoa para pessoa, de pelo para pelo. Contudo, os fios nunca mais nascerão grossos como um dia nasceu, o que fará com que você consiga o resultado de uma forma ou de outra.

Leia Também:  Secador de cabelo: como usar, dicas, cuidados

Tipo de pele e pelo adequado

A Fotodepilação tem um laser mais fracionado, o que não torna o método tão eficáz. (Foto: Divulgação)

Para quem tem pelos brancos, amarelos, ruivos, loiros ou grisalhos a dica é simples; a fotodepilação não funciona e a justificativa é muito simples: a ausência de pigmentos escuros.  O laser, num geral, é um dos mais indicados, isso porque ele consegue um resultado satisfatório para qualquer tipo de pele e também para qualquer tipo de pelo. Já para quem tem peles morenas ou mulatas, a fotodepílação não é indicado, isso porque ela corre o risco de causar manchas que são irreversíveis com o tempo.

Leia também:

Danos provocados pela depilação nas axilas

Cuidados com a pele antes e depois da depilação

 

 

Top