Como identificar dietas ruins

Para ficar em forma as pessoas fazem de tudo. Algumas seguem dietas que acabam fazem mala para a saúde mesmo obtendo o emagrecimento desejado.…

Por Élida Santos em 04/04/2013

Para ficar em forma as pessoas fazem de tudo. Algumas seguem dietas que acabam fazem mala para a saúde mesmo obtendo o emagrecimento desejado. O principio de um cardápio em prol do emagrecimento não deve ser a perca de peso a qualquer custo, mas sim o equilíbrio. Para quem está buscando um método ou cardápio eficaz de emagrecimento, porém não quer colocar em risco a sua integridade física, separamos alguns pontos que devem ser observados para saber se a dieta é ruim para a saúde.

Leia mais sobre: Dietas ruins que estão na moda

Dietas muito rigorosas não são indicadas (Foto: Divulgação)

Desconfie das dietas milagrosas

Para emagrecer é necessário ingerir menos calorias e queimar as que estão acumuladas. A receita é simples, mas não tão rápida quanto as pessoas gostariam. Por isso, esse público se rende as “dietas milagrosas”. Essas, geralmente prometem perca de peso instantânea, mas em troca é preciso excluir do cardápio um grupo alimentar, ou pior, ingerir somente um tipo de alimento. Esse tipo de dieta é ruim para o corpo, pois faz com que se perca junto com os quilinhos a mais, nutrientes necessários para o funcionamento do organismo e quando você voltar a ter uma alimentação equilibrada terá ganho aquilo que perdeu.

Dietas com muitas mordomias gastronômicas não são eficazes (Foto: Divulgação)

Não caia nas dietas que permitem comidas em excesso

É quase que impossível emagrecer comendo em exagero. Por isso, fique sempre com um pé atrás com as dietas que liberam grandes quantidades de alimentos gordurosos, doces e demais itens que não acrescentam nada para o organismo a não ser calorias. Seguindo esse cardápio você terá um ganho de peso em vez de conquistar as formas desejadas.

Saiba mais sobre: As dietas malucas das famosas

O que é uma dieta ruim?

Uma dieta ruim é aquela que abala com pontos da sua saúde e causa um emagrecimento momentâneo. Óleo de alho, cártamo, coco e tantos outros que prometem emagrecer sem mudanças no cardápio também são contraindicados. O correto é procurar um especialista para que ele te indique a quantidade certa para ingerir dessas substâncias, se é que elas fazem bem à você. Um nutricionista também é recomendado para acompanhar a sua dieta, indicando alimentos que te farão bem, inclusos em dietas saudáveis e válidas.

Top