Como aumentar sua autoestima em 3 passos

Veja como aumentar sua autoestima em 3 passos! O sentimento atrapalha a vida pessoal e profissional, além disso, pode provocar depressão e afetar seriamente…

Por Isabella Moretti em 09/12/2015

Veja como aumentar sua autoestima em 3 passos! O sentimento atrapalha a vida pessoal e profissional, além disso, pode provocar depressão e afetar seriamente a saúde física e psicológica. Saiba como se livrar desse problema!

Como aumentar sua autoestima em 3 passos. (Foto Ilustrativa)

Como aumentar sua autoestima em 3 passos. (Foto Ilustrativa)

A baixa autoestima atinge homens e mulheres de todas as idades, é comum que se inicie na adolescência e evolua no decorrer da vida adulta. A pessoa sem autoestima tem dificuldade para aceitar sua própria personalidade, é extremamente crítica consigo mesma e não tem autoconfiança. Esses três fatores influenciam diretamente no relacionamento interpessoal e nas escolhas ao longo da vida.

Veja também: Otimismo para melhorar a saúde

Ter autoestima é extremamente benéfico para a saúde e auxilia nas principais conquistas da vida de um ser humano. Já a falta dela pode acarretar em insatisfação crônica, por conta das más escolhas, desistências e medo constante. Hábitos e pensamentos negativos a respeito de si e do mundo, é um dos sinais da baixa autoestima.

Como aumentar sua autoestima em 3 passos

Aprenda como aumentar sua autoestima em 3 passos:

Construção do amor próprio

O amor próprio é um sentimento conquistado ainda na infância. Os pais e professores tem papel importante nesta etapa, portanto, devem ensinar a criança a se aceitar como é e incentivá-las a superar os próprios limites com otimismo.

Busque o seu amor próprio. (Foto Ilustrativa)

Busque o seu amor próprio. (Foto Ilustrativa)

Porém nem sempre isso acontece e a criança cresce sentindo-se frustrada e com medo. Na adolescência sente os efeitos da falta de autoconfiança, tornando-se um adulto com baixa autoestima e com dificuldade para alcançar seus objetivos.

Na vida adulta o amor próprio também é construído através do processo de aceitação. É necessário se convencer da própria capacidade e não se considerar inferior a ninguém, reconhecendo o seu próprio valor. A partir daí, tudo fica mais fácil.

Leia mais: Melhore sua autoconfiança com 5 atitudes

Mudança de comportamento

O comportamento também deve ser alterado para ter autoestima, desde postura física até a maneira que lida com diversas situações no dia a dia. Pessoas desse mal, geralmente têm postura e gestos em comum. Cabeça sempre baixa, os ombros caídos, região peitoral retraída e voz baixa são alguns exemplos.

É preciso treinar a postura, mantendo a coluna sempre ereta e a cabeça alinhada em horizontal com o queixo. As falas devem ser claras e objetivas, sem deixar que a insegurança transpareça e cause desconforto.

São hábitos simples, mas muito importantes para superar as consequências da falta de autoestima, como a ausência da autoconfiança, timidez  excessiva e dificuldade de se relacionar com os demais.

Ter atitude

A baixa autoestima é resultado da falta de amor próprio, portanto, resulta em falta de cuidados com a saúde, fracassos, desilusões amorosas e pessimismo constante. Fatos que agravam ainda mais o problema.

Tenha mais atitude na sua vida. (Foto Ilustrativa)

Tenha mais atitude na sua vida. (Foto Ilustrativa)

Ter atitude é fundamental não só para conquistar, mas também para manter uma ótima autoestima. Diante do convívio social, seja na escola, no trabalho ou até mesmo com a família, é preciso vencer o medo de expressar opiniões, propor sugestões, tomar decisões e revelar sua própria personalidade.  Cuidar da aparência e da saúde, também ajuda.

Leia também: diferença entre o pessimista e o otimista

Aproveite as dicas de como aumentar a autoestima em 3 passos! Perca o medo de se expor, acabe com a insegurança e aprenda a lidar com as críticas. Continue no Mundo das Tribos e veja outras matérias sobre comportamento.

 

Top