Namorar no trabalho pode atrapalhar desempenho profissional

Segundo uma análise realizada pela Trabalhando.com Brasil,  46% dos 300 profissionais entrevistados acham que o relacionamento afetivo entre colegas no ambiente profissional desvia  a…

Para 54% dos entrevistados, se relacionar afetivamente com alguém do trabalho não comprometeria seu desempenho.

Segundo uma análise realizada pela Trabalhando.com Brasil,  46% dos 300 profissionais entrevistados acham que o relacionamento afetivo entre colegas no ambiente profissional desvia  a concentração do trabalho e que, nunca teriam esse tipo de relacionamento.

Saiba como conciliar trabalho e namoro

Para 54% dos entrevistados, se relacionar afetivamente com alguém do trabalho não comprometeria seu desempenho; desses, 32% já tiveram um relacionamento afetivo com colega e, em alguns casos, o envolvimento até se transformou em casamento. Outros 22% entre os 56% dizem não ter se relacionado por não ter achado o parceiro ideal, mas que se fosse o caso, isso não comprometeria sua performance profissional.

Código de conduta das empresas

Segundo Renato Grinberg, diretor-geral da Trabalhando.com Brasil e autor do livro “A estratégia do olho de tigre”, muitos empreendimentos incluem o relacionamento amoroso como restrição em seu código de conduta.

Especialista explica que profisisonais não podem ser demitidos por ter relacionamento afetivo com o colega e trabalho.

“A empresa deve explicar ao candidato já na hora da contratação que, de acordo com normas internas, esse tipo de relação não é permitida. Assim é possível evitar transtornos futuros para ambas as partes. Legalmente, um profissional não pode ser demitido apenas por ter um relacionamento afetivo com um colega”, explica Grinberg.

Cuidados na hora de paquerar no trabalho

O especialista recomenda que os envolvidos mantenham o relacionamento afetivo somente fora do horário de trabalho; não chamem seu colega por apelidos íntimos; examinem quais as regras da empresa sobre o tema e sigam-as para evitar problemas; tomem cuidado para que a relação não atrapalhe sua performance profissional; informem o namoro ao superior, antes que ele saiba por outros meios; não discutam a relação pelo e-mail da empresa; evitem ausência demorada, de ambos, durante o expediente.

Leia Também:  Vagas de Emprego Temporárias RJ 2011

Top