Com time reserva, Vasco perde para o Universitário, no Peru

Com apenas três titulares em campo, o Vasco não atuou bem e foi derrotado pelo Universitário por 2 a 0, no estádio Monumental, em…

Por Redacao em 03/11/2011

Nem o goleiro Fernando Prass foi capaz de impedir a derrota dos vascaínos

Com apenas três titulares em campo, o Vasco não atuou bem e foi derrotado pelo Universitário por 2 a 0, no estádio Monumental, em Lima, no Peru, em partida válida pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana.

Desfigurado em campo, já que do time titular apenas Fernando Prass, Fagner e Diego Souza foram escalados, o Vasco foi dominado no primeiro tempo e levou o gol, marcado por Ruidíaz. Na etapa final, o time cruz-maltino melhorou em campo, mas o Universitário ampliou, com Fano.

O resultado obriga a equipe vascaína a vencer o jogo de volta, em São Januário, por três gols de diferença.

Início sonolento em Lima

O jogo começou em ritmo lento no estádio Monumental. Atuando em casa, o Universitário era mais agressivo e tomou a iniciativa da partida. Por sua vez, o Vasco errava muitos passes e não conseguia organizar jogadas ofensivas.

Aos nove minutos, o Universitário armou um rápido contra-ataque e quase abriu o placar. A bola sobrou para Ruidíaz na entrada da área, o atacante fintou o zagueiro e bateu colocado para boa defesa do goleiro Fernando Prass. Dois minutos mais tarde, a equipe peruana teve mais uma boa oportunidade para marcar. Vitti recebeu dentro da área, finalizou de primeira e a bola passou rente à trave do gol vascaíno.

Apenas aos 18, o Vasco chegou com perigo na área dos peruanos. Bernardo bateu falta para a área, Douglas desviou de cabeça e mandou a bola para fora. No lance seguinte, o Universitário teve tudo para marcar o primeiro. O time peruano desceu em velocidade pelo lado direito, a bola foi levantada na área e Fano cabeceou, mas Nilton salvou em cima da linha.

A partida seguia bastante truncada no meio de campo, com as duas equipes abusando do direito de errar passes.

Pênalti e gol dos peruanos

Aos 35, o Universitário pressionou e abriu o placar. Torres invadiu a área com a bola dominada e foi derrubado por Diego Rosa: pênalti. Na cobrança, Ruidíaz bateu com força, no alto, e marcou o primeiro do Universitário.

O Vasco se desorganizou depois do primeiro gol e o Universitário quase ampliou. Flores foi lançado pelo lado esquerdo, tocou por cima do goleiro Fernando Prass, mas Nilton salvou novamente debaixo das traves.

Vasco melhora, mas Universitário amplia

Na etapa final, o Universitário retornou ao gramado para cadenciar o jogo, evitando se expor aos contra-ataques vascaínos. O vasco também agredia pouco o adversário, mas foi quem chegou com perigo pela primeira vez, aos nove. Bernardo cobrou falta da entrada da área e a bola passou raspando a trave do gol peruano.

A equipe carioca passou a finalizar mais no segundo tempo. Aos 13, Allan recuperou a bola no campo de ataque e deu um ótimo lançamento para Alecsandro, que finalizou para fora.

O Vasco era melhor em campo, mas quem marcou foi o Universitário. Aos 14, a equipe peruana pegou a zaga vascaína desorganizada, trocou passes no ataque e a bola chegou até os pés de Fano, que tocou na saída de Fernando Prass: 2 a 0 Universitário.

O gol desanimou os jogadores vascaínos, que não encontravam forças para transpor a zaga da equipe peruana e se limitavam a trocar passes no meio de campo. Já o Universitário adotou uma postura mais defensiva e soube assegurar a vantagem até o fim.

Top