Coceira vaginal: o que pode ser

Um grande número de mulheres já apresentou, pelo menos uma vez na vida, algum episódio de coceira vaginal. Porém, a maioria ainda tem dúvidas sobre esse…

Por Editorial MDT em 23/04/2013

Um grande número de mulheres já apresentou, pelo menos uma vez na vida, algum episódio de coceira vaginal. Porém, a maioria ainda tem dúvidas sobre esse sintoma, se pode significar alguma doença sexualmente transmissível e se é necessário tratar. Por isso, conheça algumas causas de coceira vaginal.

Conheça algumas causas de corrimento vaginal.

Conheça algumas causas de coceira vaginal. (Foto: divulgação)

 

Saiba mais sobre a coceira vaginal

O prurido ou coceira vaginal é uma irritação muito incômoda da pele da vagina ou da região ao redor, conhecida como vulva. Devido ao grande grau de coceira, a mulher tem muita vontade de coçar, podendo gerar lesões decorrentes do atrito frequente.

Conheça mais sobre as causas da coceira vaginal

São diversas as causas que podem desencadear a coceira na região vaginal. Conheça alguns exemplos de fatores desencadeantes mais comuns.

  • Uso de substâncias químicas que causam irritação da pele e da mucosa vaginal. Como exemplos podemos citar algumas marcas de sabão em pó, amaciantes, sprays femininos, pomadas, duchas ou mesmo os preservativos;
  • Menopausa – a queda dos hormônios femininos, em especial o estrogênio, pode levar a alteração da parede vaginal. Como consequência ocorre a redução da lubrificação, com posterior manifestação da coceira. Normalmente esse tipo de prurido não é tão intenso, mas existem tratamentos que podem acabar com o sintoma;
  • Estresse – este fator pode aumentar o prurido vaginal, assim como ser um fator desencadeante do problema. O ocorre é que o estresse pode diminuir a imunidade levando a predisposição de infecções por diversos agentes, promovendo inflamação do genital e coceira;

    Diante de coceira vaginal, é ideal buscar a orientação de um especialista. (Foto: divulgação)

  • Candidíase – é uma infecção ocasionada por fungos e que além da coceira vaginal costuma apresentar um corrimento branco semelhante à coalhada. A candidíase pode ser provocada pelo uso de antibióticos, pílulas anticoncepcionais, gravidez, menstruação, uso de preservativos, relações sexuais, diabetes ou sistema imunológico (de defesa) prejudicado. Normalmente o sintoma é bem intenso e prejudica o dia a dia da mulher, por isso o médico deve ser procurado para alívio do prurido o mais rápido possível;
  • Vaginite – um outro exemplo de infecção que manifesta coceira, associada a corrimento e odor característicos. A vaginite costuma se manifestar entre a população de mulheres jovens ou que ainda não atingiram a puberdade;
  • Determinadas doenças dermatológicas que afetam tanto a pele da vulva quanto a vagina podem gerar o sintoma. Em alguns casos, o tipo de lesão pode ser sugestivo de um câncer;
  • Oxiúros – um tipo de infecção intestinal que afeta especialmente crianças.

Aprenda mais sobre a coceira vaginal

Em alguns casos, a coceira vaginal pode vir acompanhada de outras manifestações clínicas. Veja alguns sinais e sintomas que servem de alerta para a mulher buscar orientação de um especialista, de modo a evitar consequências para a saúde.

  • Aumento da sede ou do apetite, perda de peso sem a realização de dieta, frequência urinária aumentada ou fadiga. Isso tudo, associado à coceira vaginal pode indicar diabetes;
  • Dor pélvica, associada à febre;
  • Apresentar além do corrimento, bolhas ou úlceras na vagina e na vulva;
  • Ter dor ao urinar ou qualquer outro sintoma urinário;
  • Manifestar sangramento ou inchaço corporal.

    Muitas mulheres apresentam coceira vaginal. (Foto: divulgação)

O prurido vaginal é um sintoma muito comum entre as mulheres. Após conhecer mais sobre o problema, é essencial que a mulher busque a orientação de um especialista caso esteja com o sintoma. Essa atitude auxilia em um diagnóstico precoce de doenças, evitando qualquer consequência para a saúde.

Conheça alguns exemplos de remédios caseiros para infecção vaginal.

Top