Cicatriz de acne: como remover

As acnes são obstruções que acometem a pele principalmente durante a adolescência, devido à ‘explosão’ de hormônios que aumentam a secreção de sebo pelas…

As acnes são obstruções que acometem a pele principalmente durante a adolescência, devido à ‘explosão’ de hormônios que aumentam a secreção de sebo pelas glândulas sebáceas. Assim, os cravos e as espinhas aparecem no rosto, nas costas, no peito e nos ombros.

As cicatrizes provocadas por acnes afetam a aparência, mas podem ser tratadas. (Foto:Divulgação)

Saiba mais: Plástica para cicatrizes de acne

As espinhas se vão, mas cicatrizes ficam

A fase da adolescência passa, mas o sofrimento com as espinhas costuma deixar vestígios através das cicatrizes. As marcas das acnes podem prejudicar a aparência e fazer a pessoa declarar uma verdadeira guerra contra o espelho.

As cicatrizes são comuns entre os indivíduos que sofreram com algum tipo severo de acnes. No entanto, quem passou a adolescência toda cutucando espinhas também pode apresentar as marcas que restaram dos ferimentos.

Antes de recorrer a um tratamento contra as cicatrizes deixadas pelas acnes, é necessário procurar um dermatologista. O especialista vai avaliar a necessidade do paciente e indicar o procedimento mais adequado para o caso.

 Tratamentos para cicatrizes de acnes

Conheça a seguir os principais de tratamentos oferecidos pela medicina estética para acabar com as cicatrizes causadas pelas espinhas e recuperar o rosto lisinho.

O preenchimento com ácido hialurônico é uma opção de tratamento. (Foto:Divulgação)

Preenchimento
O preenchimento consiste em injetar uma substância na cicatriz, aumentando o volume do local para igualar a pele lesada à normal. O preenchedor mais usado é o ácido hialurônico.

Subcisão
A Subcisão tem como objetivo cortar as fibras de colágeno que repuxam a pele para baixo. O método é indicado para as cicatrizes que não desaparecem com o esticar da pele, ou seja, não são amenizadas com preenchimento. O tratamento com subcisão requer várias sessões para que os resultados possam ser visíveis.

Leia Também:  Viajar para o Amazonas: dicas, cuidados

Dermabrasão
A Dermabrasão é um procedimento no qual a lixa remove a epiderme e parte da derme. Com o tempo, nascerá uma pele nova e com menos cicatrizes. Como toda a camada superficial da pele é removida, a dermabrasão é considerada uma técnica dolorida e agressiva.

Laser
Através do seu calor, o laser remove completamente a epiderme e parte da derme. Se a pessoa não quiser agredir tanto a pele para suavizar as cicatrizes profundas, ela pode recorrer à técnica de laser fracionado, um tratamento bem mais moderno e que auxilia a regeneração da pele.

Peeling químico. (Foto:Divulgação)

Peeling químico
Existem vários tipos de peeling químico. O superficial é responsável por renovar a epiderme, acabando com as manchas deixadas pelas acnes, mas não com as cicatrizes. O método mais profundo melhora a qualidade da derme, a segunda camada da pele. Quanto mais intenso for o peeling, maior será a suavização das cicatrizes profundas.

Ao realizar um peeling químico profundo, é importante tomar cuidado para que procedimento não agrida demais a pele e aumente os riscos de efeitos colaterais.

Veja também: Remoção de Manchas com Laser, Cirurgia Dermatológica

Top