Bolsa para projetos humanitários na ONU

Nesta segunda-feira (19), o Governo anunciou o lançamento de uma bolsa de estudos para projetos humanitários na Organização das Nações Unidas (ONU). A iniciativa…

Nesta segunda-feira (19), o Governo anunciou o lançamento de uma bolsa de estudos para projetos humanitários na Organização das Nações Unidas (ONU). A iniciativa tem como objetivo financiar o trabalho dos voluntários.

O Governo quer ampliar a participação dos brasileiros nos trabalhos humanitários. (Foto:Divulgação)

O programa de bolsas defende a importância de o Brasil atuar na cooperação internacional, ajudando assim as pessoas que se encontram em situação de extrema vulnerabilidade em outros países. A data escolhida para o lançamento do programa também comemora o Dia Mundial da Ação Humanitária.

Além de oferecer bolsas, o programa lançado pelo governo também está fazendo uma homenagem ao diplomata Sérgio Vieira de Mello. O brasileiro trabalhou por mais de 30 anos na ONU e morreu em Bagdá em 2003, juntamente com outras 21 pessoas, após um atentado atribuído a Al Qaeda. O ataque aconteceu na sede da ONU no Iraque.

Como funciona a bolsa para projetos da ONU?

O financiamento da bolsa de estudo será realizado através da parceria entre o Programa de Voluntários da ONU e o Governo. Segundo Antônio Patriota, ministro das Relações Exteriores, o projeto quer aumentar a participação dos brasileiros nas ações humanitárias.

A criação do programa de bolsas também é uma homenagem à Sérgio Vieira de Mello. (Foto:Divulgação)

A bolsa de estudo será destinada aos jovens brasileiros recém-graduados de qualquer área. Os candidatos escolhidos participarão das ações da ONU por no mínimo um ano.

As chamadas não tem data prevista para início, mas os primeiros bolsistas serão selecionados ainda neste ano.

A seleção dos jovens para participar nas ações humanitárias acontecerá anualmente, com base nas cotas em projetos de cooperação nos quais o Brasil participa. O desempenho acadêmico, a trajetória pessoal e profissional e o comprometimento com valores são alguns fatores que vão interferir na escolha dos bolsistas.

Leia Também:  Adolescentes felizes tem maior renda na vida adulta

O processo seletivo para se tornar bolsista da ONU também vai contar com um concurso cultural, no qual os jovens recém-formados serão convidados a mandar vídeos criativos, mostrando como podem contribuir com as causas humanitárias.

Novas informações sobre a bolsa para projetos humanitários na ONU serão divulgadas em breve pela Coordenação-Geral de Ações Internacionais de Combate à Fome do Ministério das Relações Exteriores. Acesse o site oficial para ficar por dentro das notícias.

A iniciativa faz parte do Programa de Voluntários da ONU. (Foto:Divulgação)

O Programa de Voluntários da ONU

O Programa de Voluntários da ONU tem como objetivo recrutar pessoas interessadas em trabalhar nas ações humanitárias. O voluntariado valoriza o compromisso, o esforço, a dedicação e a solidariedade.

Os voluntários da ONU são recrutados de acordo com suas especialidades profissionais para atuar nos projetos. Todos os anos, mais de 7 mil homens e mulheres, de 170 nacionalidades, desenvolvem trabalho voluntário em mais de 140 países.

Top