Apnéia do sono: sintomas, tratamento

A apneia do sono é uma doença com alta prevalência, porém poucas pessoas reconhecem essa entidade clinica. Para quem desconhece, ela é um distúrbio…

A apneia do sono é uma doença com alta prevalência, porém poucas pessoas reconhecem essa entidade clinica. Para quem desconhece, ela é um distúrbio do sono que, quando não devidamente tratada, pode colaborar com o desenvolvimento de patologias cardíacas. Conheça abaixo mais sobre os sintomas e o tratamento da apneia do sono.

O indivíduo portador da apneia do sono costuma se sentir cansaço durante a realização das atividades diárias. (Foto: divulgação)

Definição de apneia do sono

Como também é conhecida, a apneia obstrutiva do sono é uma doença na qual o indivíduo sofre pausas na respiração, durante o sono. Isso ocorre porque as vias aéreas estreitam, estão bloqueadas ou frouxas por algum motivo.

Causas da apneia do sono

Durante o sono, os músculos do corpo ficam mais relaxados, incluindo os que ajudam a manter as vias aéreas respiratórias abertas. Isto permite que o fluxo de ar passe para os pulmões. A faringe permanece aberta para que a aconteça a passagem de ar. No entanto, em algumas pessoas, essa região é muito estreita. Durante o sono, os músculos da faringe relaxam, ocasionado a interrupção da passagem de ar. Isso é o que classifica a apneia do sono. As pessoas com apneia do sono roncam porque o ar tenta passar pela via aérea que está estreitada ou bloqueada. Porém, existem outros fatores que podem aumentar o risco do problema. São eles:

  • Alterações no palato ou na via aérea que deixam-na mais estreita ou bloqueada;
  • Amigdalas ou grandes adenoides, em especial, nas crianças;
  • Pescoço ou clavículas alargados;
  • Língua grande que pode se enrolar, bloqueando a via aérea.

    O CPAP é a melhor forma de tratamento para o indivíduo portador de apneia do sono. (Foto: divulgação)

Manifestações da apneia do sono

Em geral, uma pessoa que é portadora de apneia do sono, não sabe que apresenta episódios de bloqueio de ar, durante a noite. Na maioria dos casos, os familiares que presenciam os períodos de apneia. Um indivíduo com apneia do sono, normalmente começa a roncar profundamente, logo após adormecer. Com o tempo, o ronco fica mais alto, podendo ser interrompido por um longo período de silêncio em que não há respiração. Como o doente não consegue dormir adequadamente, no dia seguinte ele se sente com sono e lentificados. Além disso, podem:

  • Ficar nervosos, impacientes ou irritados;
  • Adormecer enquanto trabalham;
  • Sentir sonolência ao dirigir;
  • Ter dores de cabeça.
Leia Também:  Pacotes de viagem para a Black Friday 2016

Tratamento da apneia do sono

O principal objetivo do tratamento da apneia do sono, é manter as vias aéreas abertas para que a respiração não seja interrompida durante o sono. Atualmente, o CPAP (máscara de pressão positiva continua na via aérea) é considerado o tratamento de escolha para essa patologia. Além disso, a mudança de alguns hábitos de vida pode ajudar a aliviar os sintomas da apneia do sono. São eles:

  • Evitar a ingestão de álcool;
  • Evitar o uso de remédios sedativos antes de dormir;
  • Perder peso;
  • Evitar a posição de barriga para cima, ao deitar.

    O ronco é um dos sintomas da apneia do sono. (Foto: divulgação)

A apneia do sono é um problema que afeta diversos indivíduos e que necessita de tratamento especial, o quanto antes. É importante que indivíduos que suspeitem da doença, busque a orientação de um especialista, de modo a prevenir qualquer consequência.

Top