5 dicas ecológicas na construção de sua casa

Alguns pequenos cuidados na hora da construção da casa podem resultar numa considerável contensão de despesas além de contribuírem para ajudar o planeta. Com…

Alguns pequenos cuidados na hora da construção da casa podem resultar numa considerável contensão de despesas além de contribuírem para ajudar o planeta. Com a evolução de novas tecnologias e a conscientização ecológica sendo maciçamente divulgada, não é de se admirar que, cada vez mais, um número maior de produtos voltados à construção civil esteja sendo fabricado com materiais reciclados e visando economia de recursos naturais.

Pisos de bambu são ecologicamente corretos e muito semelhantes aos de madeira tradicional

Veja também: Projetos de casas ecológicas

Fique por dentro do assunto e confira 5 dicas que farão bem não apenas ao bolso do consumidor, mas também à natureza.

Iluminação verde

A solução mais simples para quem pretende economizar energia e levar a “onda verde” para dentro de casa é investir em lâmpadas fluorescentes compactas, que podem ser encontradas em qualquer supermercado e usam até 70% menos energia do que as lâmpadas comuns.

Apesar de poderem ser até cinco vezes mais caras do que os modelos tradicionais, segundo pesquisadores, a opção por esse tipo de iluminação pode significar a economia de até 30% na conta de luz, além do tempo de vida útil do produto ser infinitamente maior do que o concorrente.

Descarga sanitária ecológica

Para ajudar ainda mais a preservar o meio ambiente e prevenir o desperdício de água, a dica é trocar o sistema de vaso sanitário comum pelo EcoFlush, introduzido no Brasil pelo Grupo Roca, e que consiste num duplo sistema de acionamento, onde uma fase libera apenas três litros de água, enquanto a outra, seis litros. Ao utilizar a descarga, o usuário escolhe, de acordo com a necessidade, qual sistema utilizar. Os modelos mais antigos podem gastar até 18 litros por descarga!

O sistema EcoFlush garante economia de água

Veja também: Casas ecológicas a venda em São Paulo

Pisos ecologicamente corretos

Os pisos de madeira de reflorestamento, apesar de serem ecológicos, ainda são carregados de estigma. Uma árvore como o carvalho leva até 120 anos para que alcance o amadurecimento ideal, por isso a alternativa é usar pisos de bambu e cortiça, que são muito semelhantes aos de madeira. O crescimento acelerado destes materiais alternativos (seis anos para o bambu e nove anos para a cortiça) representa um imenso valor ecológico, até porque ambas as plantas não necessitam de agrotóxico.

Água quente

Para garantir água quente é recomendado instalar aquecedores de água sem tanque, capazes de produzir calor apenas quando alguma torneira está aberta, ou seja, quando é realmente necessário. Existem modelos elétricos e a gás, que suportam qualquer tamanho de residência e evitam o aprisionamento da água em tanques, o que poderia aumentar o índice de contaminação por doenças e vasamentos. Uma excelente opção é deixar o aquecedor ligado apenas ao chuveiro ou à máquina de lavar, para que seja feita ainda mais economia.

Iluminação e ventilação eficientes

É fundamental aproveitar toda a luz natural possível e para isso é recomendado a instalação de janelas maiores, dispostas estrategicamente para permitir que o ar circule em todos os cômodos da casa. A luz do dia bem aproveitada significará uma considerável redução no consumo de energia.

Janelas grandes ajudam a economizar energia

Veja também: Plantas de casas ecológicas

Se preocupar com o meio ambiente é dar valor às gerações futuras e retribuir um pouco dos inúmeros benefícios que a natureza proporciona ao homem. Para quem está mais preocupado com questões financeiras, adotar uma postura ecologicamente correta é extremamente mais econômico e por isso merece ser levado em consideração.

Top