Menu
Você está em: MundoDasTribos > Notícias > Consulta Bolsa Família Pelo Nome, NIS, CPF Online

A consulta Bolsa Família pelo nome, NIS, CPF Online pode ser vista por meio do site da Caixa ou vá pessoalmente em uma agência desse banco para mais informações.

Consulta Bolsa Família  pelo nome ou pelo NIS, CPF Online podem ser feitas por meio do site da Caixa, que é o www.caixa.gov.br e você precisa ter em mãos o número dos seus documentos, como por exemplo, o número do seu CPF, além do seu número do NIS. O Bolsa Família é um programa do Governo Federal de transferência de renda que ajuda as pessoas que estão vivendo com valores abaixo dos índices considerados da pobreza. O Bolsa Família deve ser requerido junto a Prefeitura da sua cidade, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social. Quem não faz o recadastramento pode perder o acesso ao Bolsa Família e ter o seu benefício cortado, perdendo assim a chance de ter uma boa mudança de vida.

 

O Bolsa Família mudou a vida de pessoas pelo Brasil (Foto: Divulgação)

Consulta Bolsa Família: saiba como fazer

– Sobre o Programa Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa que tem como objetivo oferecer um auxilio financeiro para eliminar as pessoas do estágio de extrema pobreza em que se encontra. Esse programa que tem como intuito tirara essas famílias do grande risco social que estão já ajudou cerca de 13 milhões de famílias em todo o território nacional.

Consulta Bolsa Família Pelo Nome, NIS, CPF Online (Foto: Divulgação)

Para ter acesso ao benefício do Bolsa Família é necessário que os núcleos familiares tenham uma renda mensal de até R$ 140 (per capta). O Cadastro Único para Programas Sociais também é necessário para ter acesso à ajuda financeira fornecida pelo Governo.

Os valores pagos pelo Programa Bolsa Família variam de acordo com a renda mensal, além do número de crianças e adolescentes que pertencem à família. Normalmente o benefício vai de R$32,00 a R$306,00.

Quando a família entra no Bolsa Família, ela é condicionada a cumprir com algumas obrigações, como manter as crianças na escola, prezar pela frequência escolar e vaciná-las.

Consulta Bolsa Família Pelo Nome, NIS, CPF Online pode ser feita com facilidade (Foto: Divulgação)

Tipos de Bolsa-Família

As famílias selecionadas recebem quatro tipos de benefício: o Básico, o Variável, o Variável para Jovem e o da Superação da Extrema Pobreza na Primeira Infância.

Básico: o valor desse benefício é de R$ 70,00 mensais, independente do número de membros.

Variável: pode acumular até cinco benefícios, chegando a R$ 160,00. A família deve ter criança, gestante ou adolescente de até 15 anos.

Variável para Jovem: voltado para famílias com adolescentes de 16 e 17 anos. O valor do benefício é de R$ 38,00, podendo acumular dois, totalizando R$ 76,00.

Extrema Pobreza na Primeira Infância: as pessoas cadastradas e que tem um dia a dia de extrema pobreza recebem alguns benefícios e podem chegar a ter de renda R$ 306,00 mensal.

Cadastro Único, Bolsa família, www.mds.gov.br

O Bolsa Família ajuda milhares de pessoas pelo Brasil (Foto: Divulgação)

Famílias que possuem uma renda mensal de até meio salário mínimo per capita ou três salários mínimos no total são identificadas pelo Cadastro Único (CADÚNICO) para Programas Sociais. Por meio do Cadastro, que já tem 19 milhões de famílias inscritas, é possível verificar as condições socioeconômicas em que elas vivem, com dados como características do domicílio, acesso a serviços públicos e informações sobre os membros do grupo familiar.

Os dados são catalogados através de um sistema informatizado e por meio deles o Governo Federal, os Estados e Municípios podem formular e implantar políticas públicas que tenham o objetivo de reduzir problemas sociais relacionados à renda, moradia da família, formas de acesso ao trabalho, ensino e saúde.

O Decreto nº 6.135/07 foi que regulamentou o Cadastro Único e tem a coordenação do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). O Cadastro é usado para selecionar as famílias beneficiarias de programas sociais como o Bolsa Família.

Grupos familiares que tenham renda maior que meio salário mínimo per capita também podem fazer parte do Cadastro Único, mas sua inscrição precisa estar ligada à inclusão em programas sociais do Governo Federal, Estadual ou Municipal. Para chegar até o montante da renda familiar são levados em conta o salário dos integrantes da família e outros valores recebidos de aposentadorias, pensões, seguros-desemprego e Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC) – salário mínimo pago mensalmente a idosos com 65 anos ou mais e pessoas com deficiências que as impeçam de trabalhar.

Veja como consultar o Bolsa Família por meio do site do programa (Foto: Divulgação)

Confira mais informações sobre: Quem Tem Direito Ao Bolsa Família?

Os valores recebidos por meio de programas de transferência de renda, sejam eles federal, estadual ou municipal, não são levados em conta no cálculo da renda familiar. A família, segundo os critérios do Cadastro Único é toda unidade nuclear formada por um ou mais indivíduos que colaboram com a renda da casa, ou são dependentes de membros do grupo, desde que residam na mesma casa. Para mais informações acesse o site (http://www.mds.gov.br).

Para participar do Programa Bolsa Família procure pela secretaria responsável pelas inscrições do seu município. (Foto: Divulgação)

Quem tem direito

Para ter acesso aos benefícios do Bolsa Família, é preciso estar inserido em alguns critérios definidos pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

Os alvos do programa são as famílias que vivem em situação de pobreza ou de extrema pobreza. As famílias consideradas pobres são aquelas que possuem uma renda por pessoa que varia de R$ 70,01 a R$ 140,00 por mês. Neste caso, a família só poderá ingressar no Bolsa Família se tiver, entre os integrantes, gestantes, nutrizes, crianças ou adolescentes de no máximo 17 anos.

Por sua vez, as famílias em extrema pobrezas são aquelas em que a renda mensal não ultrapasse os R$ 70,00 por pessoa. Estas já podem participar diretamente do Bolsa Família, independente das idades dos integrantes do grupo familiar.

O cálculo da renda da família deve ser feito somando os valores que todos os membros da residência ganham por mês. A soma total dos salários deve ser dividida pelo número de pessoas que moram na casa, chegando assim à renda da família por pessoa.

Dependendo da renda familiar, da quantidade e da idade dos filhos, o valor do benefício recebido pode variar de R$ 32,00 a R$ 306,00.

Acesse o site do Bolsa Família e tenha mais informações (Foto: Divulgação)

Como fazer o cadastro no Bolsa-Família?

A inscrição no Bolsa Família é realizada pelas Prefeituras Municipais. Elas também se responsabilizam por manter a base de dados atualizada para que os beneficiários possam ter acesso à assistência financeira do Governo. Consulta Bolsa Família  Pelo Nome, NIS, CPF Online são mais simples do que você imagina.

Se a família se encaixa nas exigências do Bolsa-Família, um membro deve procurar o responsável pelo programa no município. Para realizar o cadastramento, é preciso preencher um formulário e apresentar os documentos de identificação, como o CPF. O procedimento criará o CadÚnico (Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal).

Depois do cadastro no sistema, o benefício não é autorizado imediatamente. A família passa por uma seleção, feita pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. O principal critério adotado no processo é a renda per capita.

Para não perder o direito de receber o Bolsa-Família, o indivíduo deve se preocupar com a revalidação dos registros cadastrais. Vale lembrar que o pagamento do benefício respeita um calendário gerido pela Caixa Econômica Federal.

O Bolsa Família é um programa criado pelo Governo Federal para diminuir a situação de extrema pobreza no país. (Foto: Divulgação)

Onde e como se cadastrar

Caso a família se encaixe nos requisitos citados acima, primeiramente é necessário se cadastrar no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Para tanto, basta procurar a prefeitura da sua cidade, que será a responsável por cadastrar e transmitir os dados para o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

É importante lembrar que o cadastro no CadÚnico não garante o acesso imediato ao Bolsa Família. É apenas uma etapa do processo, cujo critério principal é a renda familiar por pessoa.

É possível fazer uma consulta do Bolsa Família pelo Nome, NIS, CPF Online (Foto: Divulgação)

Como receber o Bolsa Família

Para receber o Bolsa Família, você deve procurar o setor responsável pelo programa em seu município munido de alguns documentos, como o CPF, necessário para a sua inscrição no Cadastro Único (CadÚnico), do governo federal.

Feito o cadastro, você deve esperar a seleção das famílias consideradas aptas para receber o benefício. Realizada pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, ela leva em conta os dados fornecidos pelo candidato à prefeitura de sua cidade.

Veja como fazer uma consulta simples do Bolsa Família por meio dos nomes, NIS e CPF online (foto: Divugação)

Quais documentos levar para se cadastrar no Bolsa Família

Na hora de comparecer à prefeitura para se cadastrar no CadÚnico, você deve levar a carteira de identidade, o CPF e o título de eleitor, que são fundamentais para efetuar a inscrição.

Nos sites da Caixa Econômica Federal e do MDS, estão disponíveis outras informações a respeito do cadastro para o Bolsa Família 2016.

Para tirar suas dúvidas você pode ligar gratuitamente para os telefones 0800-726-0101 (CAIXA) ou 0800-707-2003 (MDS).

O Bolsa Família pode mudar a vida de quem não tem de onde tirar renda (Foto: Divulgação)

Quais são as regras do Bolsa Família

A renda familiar é o único critério adotado para o ingresso no Bolsa Família. Entretanto, depois de selecionadas, as famílias devem obedecer às regras para a permanência no programa, tais como:

• Garantir que crianças de até seis anos, gestantes e nutrizes cumpram a agenda de atenção básica à saúde;

• Manter crianças e adolescentes regularmente matriculados na escola;

• Manter seus dados cadastrais atualizados. Eventuais mudanças no rendimento ou na composição familiar devem ser informadas à coordenação do programa no município.

Essas exigências são importantes para que os beneficiários do Bolsa Família tenham de fato acesso aos serviços de educação e saúde. Dados do Ministério da Educação, por exemplo, revelam que a evasão escolar é menor entre os beneficiários do que entre os demais estudantes da rede pública.

Abaixo, você pode conferir as regras do Bolsa Família para os diferentes níveis de rendaatendidos pelo programa:

• Renda de até R$70,00 por pessoa;

• Renda de até R$70,00 por pessoa para familiar que tenham em sua composição crianças de 0 a 6 anos de idade;

• Renda de R$70,01 a R$140,00 por pessoa para famílias que tenham em sua composição gestantes, nutrizes, crianças de 0 12 anos e adolescentes de até 15 anos;

• Renda de R$0,00 a R$140,00 por pessoa para família que tenham em sua composição adolescentes de 16 e 17 anos.

O Bolsa Família está investindo em várias pessoa pelo Brasil (Foto: Divulgação)

Datas para inscrição no Bolsa Família 2016

As famílias interessadas em fazer parte do programa e receber os benefícios, devem ficar atentas às datas de inscrição para o Bolsa Família 2016, que variam conforme as prefeituras de cada cidade.

São os órgãos municipais os responsáveis por receber o cadastro das famílias que desejam integrar o Programa Bolsa Família, além de transmitirem os dados para o Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), através do qual é feita a seleção pelo MDS, que leva em conta, principalmente, o aspecto financeiro (a preferência é para as famílias com menor renda).

Portanto, se você está interessado em se inscrever para o Programa Bolsa Família 2016, procure a prefeitura da sua cidade para saber qual é o prazo para o recebimento do cadastro, lembrando que a simples inscrição não significa que você irá receber o benefício, já que é necessário passar pelo processo de seleção.

Consulte o seu Bolsa Família por meio do NIS e CPF (Foto: Divulgação)

Consulta Bolsa Família

Os benefícios recebidos pelo Bolsa Família podem chegar à quantia de R$ 306,00 por mês, dependendo da situação da família, cujos valores são sacados com o cartão Bolsa Família, nas agências da CAIXA, terminais de autoatendimento ou outros postos de atendimento.

Para receber o benefício em dia, você deve consultar o calendário de pagamentos Bolsa Família, que é disponibilizado logo no início de cada ano, no site da CAIXA, lembrando que o pagamento mensal é feito conforme o último número do cartão Bolsa Família.

Atualmente, ainda está em vigor o calendário de pagamentos de 2015, mas em breve estará disponível a consulta Bolsa Família 2016. Você pode conferir essas informações acessando o link “Consulta Pública Bolsa Família”, na página da CAIXA, digitando o NIS (Número de Identificação Social) ou o nome do responsável legal pelo benefício, clicando a seguir no botão “Consultar”.

Consulta Bolsa Família Pelo Nome, NIS, CPF Online (Foto: Divulgação)

Consulta Bolsa Família Pelo Nome, NIS, CPF Online

Através do portal eletrônico www.caixa.gov.br é possível consultar o valor pago pelo Bolsa Família. Para isso, basta encontrar o campo que leva o nome do benefício, clicar no link consulta do benefício por família, incluir o NIS do responsável e o nome do responsável legal para que os dados sejam disponibilizados. Não existe nenhum campo onde o benefício possa ser verificado somente com o número do CPF ou pelo PIS.

Para quem deseja fazer a consulta do Bolsa Família sem sair de casa através da internet, basta acessar o site Portal de transferência (http://www.portaldatransparencia.gov.br/), e marcar a opção ”por Favorecido”, na janela ”Transferência de Recursos”, após isso selecione o ícone ”Pessoa Física”e clique em ”consultar”.

Faça com muita calma e preste atenção para não errar, depois vai aparecer uma lista com o nome, o CPF ou o NIS de todos os contemplados pelo programa. Em seguida no campo em branco que estará na parte de baixo da tela, coloque o seu nome ou de quem você deseja procurar e aperte o botão ”Ok”. Feito isso, você terá acesso a várias informações sobre o beneficiário, como estado, município, valor do auxílio etc. Aproveite e use esta ferramenta para esclarecer as suas dúvidas.

É possível consultar o Bolsa família pelo nome e CPF (Foto: Divulgação)

Como consultar o Bolsa Família pela internet

Para consultar o Bolsa Família pela internet, o procedimento é muito simples. Basta apenas acessar o site da Caixa Econômica Federal e clicar na aba “serviços sociais”. Em seguida acesse o item “Bolsa Família”, de forma que do lado direito de sua tela, haverá a seção de serviços online para a consulta pública do Bolsa Família.

Consulta por UF (veja na imagem):

Consulte pelo site os benefícios por UF (Foto: Site da Previdência Social)

Consulte pelo site os benefícios por UF (Foto: Site da Previdência Social)

Consulta por cidade (veja na imagem):

Acesse o site da previdência para mais informações (Foto: Divulgação Previdência Social)

Acesse o site da previdência para mais informações (Foto: Divulgação Previdência Social)

 

Consulta por família – individual- (veja na imagem):

Faça a sua consulta por meio do site da Previdência Social (Foto: Site Previdência Social)

Faça a sua consulta por meio do site da Previdência Social (Foto: Site Previdência Social)

Feito, dirija-se ao link consulta de benefício por família e digite o número do NIS junto ao nome do responsável para dar sequência ao procedimento.

Consulta Bolsa Família (Foto: Divulgação)

Portal Bolsa Família

O Portal Bolsa Família é um site voltado para os beneficiados pelo programa, um veículo de informações mantido pelo Governo Federal para esclarecer dúvidas, expor relatórios e dar suporte para todos aqueles que recebem a assistência financeira.

Através do Portal Bolsa Família torna-se possível obter informações sobre o programa, relatórios consolidados e relação de documentos que oficializam a bolsa. Os beneficiários aproveitam a visita à página para fazer consultas online, ter acesso a área restrita e atualizar a situação cadastral no programa social. Acesse Portal Bolsa Família agora mesmo!

Use o Bolsa Família com responsabilidade (Foto Divulgação)

Bolsa Família: pagamento

O auxílio financeiro do Bolsa Família é pago por meio do Cartão Cidadão, mas para receber o dinheiro primeiro a pessoa cadastrada precisa ter uma conta aberta na Caixa Econômica Federal. Dependendo da renda familiar, da quantidade e da idade dos filhos, o valor do benefício recebido pode variar de R$ 32,00 a R$ 306,00. É importante ressaltar que no pagamento também há algumas variáveis que acabam aumentando a quantia do auxílio.

Consulta Bolsa Família Pelo Nome, NIS, CPF Online e até pessoalmente (Foto: Divulgação)

Como desbloquear o cartão Bolsa Família

Após se tornar integrante do PBF, o beneficiário recebe em casa, através dos Correios, o cartão do programa. Para desbloquear o cartão do Bolsa Família, ele deverá ir a uma lotérica ou agência da Caixa Econômica Federal.

Antes de procurar uma dessas unidades, o bolsista deve ligar para a Central da Caixa, no numero 0800 726 0207. Ao fazer a ligação, é aconselhável já ter em mãos alguns documentos, como CPF, numero de identidade (RG) e número de NIS ou PIS, que conta no cartão.

Após a ligação e validação de algumas informações por telefone, o beneficiário já poderá se dirigir à lotérica ou agências da Caixa para cadastrar uma senha e desbloquear o cartão do programa.

É importante destacar que a ligação para a Central da Caixa serve apenas para validar as informações. A central não realiza desbloqueio ou cadastramento de senhas. Após a validação de informações, o desbloqueio ou cadastro de senhas deve ser feito nas lotéricas ou agencias da Caixa.

Consulta Bolsa Família Pelo Nome, NIS, CPF (Foto: Divulgação)

Renovação do cadastro Bolsa Família 2016

A revisão cadastral é uma obrigação do titular do Bolsa Família, pois ela permite incluir novas informações no Cadastro Único. Já a atualização cadastral é um processo contínuo, que deve ser realizado pelo menos a cada 2 anos para que os dados não fiquem desatualizados.

Para estabelecer o período de revisão cadastral, Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) divulga um calendário anual apontando o mês apropriado para revisar as informações do Cadastro Único de acordo com o número final do número de inscrição.

Neste ano de 2016, quem ainda não fez a atualização cadastral do Bolsa Família tem prazo até 31 de dezembro para realizar o procedimento. Aqueles que não respeitarem o prazo estabelecido terão o benefício bloqueado.

Consulta Bolsa Família Pelo Nome, NIS (Foto: Divulgação)

Como fazer a revisão cadastral do Bolsa Família?

A revisão cadastral se destaca como uma das obrigações do Programa Bolsa Família. Sem ela, o beneficiário que não atualiza os seus dados há dois anos tem a Bolsa Família automaticamente bloqueada.

O titular do programa costuma ser informado através do seu extrato quando algum tipo de atualização precisa ser realizado. Se a data para efetuar a revisão se aproxima, uma mensagem é gerada pedindo para que o beneficiário procure a prefeitura da cidade para atualizar o cadastro e evitar o bloqueio.

Caso o benefício já esteja bloqueado, o titular deve procurar a gestão municipal do Bolsa Família e atualizar o cadastro. A pessoa que não seguir esta recomendação pode ter o benefício cancelado em março de 2016. O extrato também recomenda que o titular ligue para o número 156 e agende uma entrevista para evitar o cancelamento do benefício bloqueado.

Veja como consultar o seu saldo no Bolsa Família (Foto: Divulgação)

Documentos necessários para o recadastramento

Para fazer o recadastramento do Bolsa Família 2016, é necessário apresentar os seguintes documentos:

– Carteira de identidade, título de eleitor, CPF e carteira de trabalho de cada membro da família, que tenha idade igual ou superior a 18 anos;

– Certidão de nascimento original, carteira de identidade e declaração escolar atualizada de todos os membros da família com idades entre 7 e 17 anos;

– Certidão de nascimento original e cópia e carteira de vacinação dos dependentes menores de 7 anos; e

– Comprovante de residência.

Consulta Bolsa Família Pelo Nome, NIS, CPF Online e muitas outras informações (Foto: Divulgação)

Cartão do Bolsa Família: como desbloquear?

Quando o benefício do Bolsa Família consta como bloqueado, o titular deve comparecer ao setor responsável pelo programa em seu município para verificar o que ocorreu de errado. O atendente oferecerá orientações específicas dependendo da razão do bloqueio.

O bloqueio do cartão Bolsa Família acontece normalmente quando a família não atualiza os dados cadastrais, como a informação correta da frequência escolar de crianças e adolescentes.

Quando o benefício do Bolsa Família sofre com um bloqueio por averiguação cadastral, significa que alguma regra do programa não foi cumprida ou a família não foi localizada no endereço informado no Cadastro Único.

Se por ventura um erro de informação deixou o Bolsa Família bloqueado, existe a possibilidade de apresentar recursos ao gestor municipal para resolver o problema.

Após seis meses de bloqueio, se a família não procurar o setor municipal que cuida do PBF, ela automaticamente tem o seu benefício cancelado. Por isso, é necessário manter as informações do Bolsa Família sempre atualizadas e procurar o gestor municipal assim que o bloqueio for notificado.

Diferentes alterações precisam ser informadas ao cadastro do Bolsa Família para que o programa tenha o controle dos benefícios, como a mudança de endereço ou de renda, localização da escola dos filhos e composição familiar.

Depois de o benefício ser liberado, a família tem o direito de receber até no máximo três parcelas bloqueadas.

Consulta Bolsa Família Pelo Nome, NIS, CPF e informações que podem ser coletadas na internet (Foto: Divulgação)

Senha do cartão Bolsa Família: como mudar?

Senha eletrônica

Para alterar a senha eletrônica, o cidadão beneficiado pelo Bolsa Família precisa comparecer a uma agência da Caixa e fazer a solicitação. Ele terá que cadastrar uma nova senha e depois ativá-la para continuar realizando os saques normalmente.

Senha de internet

As famílias de baixa renda podem realizar consultas online ao CadÚnico, desde que tenham uma senha de internet. Para modificá-la, é necessário efetuar o login e clicar na opção “Alterar Senha”, disponível na página. O usuário terá que informar a senha atual novamente e depois definir a nova senha, digitando duas vezes para confirmar.

Para acessar o sistema de Cadastro Único e obter informações sobre os benefícios sociais, é preciso entrar no site da Caixa.

Consulta Bolsa Família consultando pelo nome (Foto: Divulgação)

Motivos que levam à suspensão do Bolsa Família

Alguns dos principais motivos que levam à suspensão do Bolsa Família são baixa frequência escolar das crianças e adolescentes; não informar ao governo sobre as mudanças de escola e de série dos dependentes entre 6 e 15 anos; não levar as crianças para serem vacinadas; e deixar de se inscrever no pré-natal e comparecer às consultas, no caso das gestantes.

A falta de atualização dos dados, que é feita através do recadastramento do Bolsa Família, também é outro motivo que leva à suspensão da participação das famílias no programa.

Nos casos de descumprimento das condicionalidades do Bolsa Família, a família recebe uma advertência por escrito, que serve para relembrá-la dos compromissos com o programa e da dependência deles para continuar a receber o benefício.

No 2º descumprimento, o benefício fica bloqueado por 30 dias, enquanto no 3º e no 4º descumprimentos, acontece a suspensão do Bolsa Família. Já no 5º descumprimento das condicionalidades, a família pode ter o Bolsa Família cancelado.

Consulta Bolsa Família Pelo Nome do CPF (Foto: Divulgação)

Como recorrer da suspensão do benefício

As famílias que tiveram a sua participação no Programa Bolsa Família suspensa devem procurar imediatamente o gestor do programa no município em que residem, comparecendo à prefeitura local, onde poderão ser apresentadas as justificativas para os descumprimentos que levaram à suspensão.

Para evitar que isso aconteça, é importante manter sempre atualizados os dados famílias junto ao programa, participando do recadastramento do Bolsa Família. Em caso de dúvidas, entre em contato com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, através do telefone 0800-707-2003.

Consulta Bolsa Família Pelo Nome, NIS, CPF Online, veja mais informações (Foto: Divulgação)

Calendário de pagamentos Bolsa Família 2016

Existem quatro tipos de benefícios pagos pelo Bolsa Família, que são disponibilizados conforme a classificação da família, podendo chegar à quantia de R$ 306,00 por mês. Para sacar o valor, os beneficiários devem estar com o cartão Bolsa Família e ter senha cadastrada. O saque pode ser feito em qualquer um dos canais da rede de atendimento CAIXA, de acordo com o calendário de pagamento de benefícios, que varia conforme o último número do cartão.

O calendário de pagamentos do ano de 2016 já está disponível no site da CAIXA. Em breve, a instituição deve disponibilizar, no mesmo site, o calendário de pagamentos Bolsa Família 2016, contendo as datas nas quais o saque do benefício estará liberado em 2016.

Em caso de dúvidas a respeito do calendário Bolsa Família 2016, você pode entrar em contato com a CAIXA, em qualquer agência ou por meio do telefone 0800-726-0101. O MDS também disponibiliza atendimento para tirar dúvidas sobre o Bolsa Família, através do telefone 0800-707-2003.

Agora que você já sabe como fazer a sua consulta Bolsa Família  Pelo Nome, NIS, CPF Online é necessário cuidar para não se esquecer do recadastramento. Não deixe de ir até a Prefeitura da sua cidade para ter mais informações sobre o Bolsa Família.

Leia também:

Cartão Cidadão: como tirar

Bolsa Família inscrições para 2016

Cartão cidadão, CAIXA – informações

Bolsa Família, Calendário de Acompanhamento

Portal Bolsa Família

Regras do Bolsa Família: quais são

Recadastramento do Bolsa Família

Bolsa Família Recadastramento

Cursos Gratuitos do Programa Bolsa Familia

Como consultar Bolsa Família pela Internet

Como desbloquear cartão Bolsa Família: saiba mais

Quem tem direito ao Bolsa Família?

Benefício do Bolsa Familia: como desbloquear

Bolsa família 2016/2017 pode acabar?

Por conta da crise política e econômica do País, existem muitos boatos de que o Bolsa família poderia acabar neste ano. A verdade é que a resposta em si é incerta, já que tem especialistas que acreditam que sim e outros que não. A bem da verdade é que o governo federal continua repassando informações, atualizando cadastros e fazendo novos. Só para você ter uma ideia, 14 milhões de famílias devem receber ou já começaram o benefícios desde fevereiro.

O calendário, segundo o governo federal, está mantido e assim deve ser para os próximos meses. No site oficial do programa, o beneficiado consegue ter acesso as informações de um modo geral e ter acesso as informações da inscrição pessoal. Assim que tiver novidades sobre a situação real dos benefícios, incluindo outros como ProUni, nós postaremos aqui no portal. Aliás, sempre trazemos aqui muitas novidades em primeira mão.

E se você quiser acompanhar seu benefício de perto, veja o  extrato do benefício ou por meio do aplicativo do programa, onde você consegue acessar todos os detalhes da sua inscrição. Quem tiver dúvidas ou algum problema com o bolsa família pode entrar em contato com a central de atendimento do governo pelo 0800 726 0207. E não deixe de acompanhar as novidades no portal da Caixa Econômica Federal.

Começa a atualização do cadastro do Bolsa Família 2016

Quem faz parte do programa Bolsa Família precisa ficar atento a tudo o que acontece no programa, principalmente a atualização do cadastro, que é fundamental para manter o recebimento do benefício.

Muitos estados já deram início a atualização do cadastro de milhares de usuários e você precisa verificar se no seu estado se já começou e onde está feito essa renovação de informações dos beneficiados.

Para facilitar, listamos aqui alguns estados que já estão com o sistema em aberto ou já fizeram a atualização neste mês.

Bolsa Família: Boa Vista, Roraima

No último dia 9, sábado, a equipe de assistentes do programa fizeram a renovação dos beneficiados de Roraima. Todo o trabalho teve o comando da Coordenação Municipal de Alimentação e Nutrição que fez uma pesagem e vacinou várias famílias.

Entre os requisitos para continuar no programa está o cuidado com a saúde, com o calendário de vacinação de todos, principalmente as crianças. O processo de atualização foi realizado na escola municipal Palmira de Castro, que fica rua Monte Sinai, bairro Araceli. Quem perdeu o dia pode ter mais informações através do número (95) 3623 2005.

Bolsa Família: Aripuanã, Mato Grosso

A cidade de Aripuanã também está fazendo o recadastramento de dados dos beneficiários do Bolsa Família. A convocação é feito para todos que recebem o benefício e que agora precisam atualizar os dados para não bloquear o recebimento do dinheiro.

O aviso da atualização foi liberado por volta do dia 9 de abril. O procedimento de atualização está sendo feito no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), que fica localizado bem atrás da Prefeitura Municipal. O participante do programa pode ir lá de 2ª a 5ª feira, das 7h30 às 11h e das 13h às 16h30, e na 6ª feira das 07h às 13h.

Bolsa Família: Maceió, Alagoas

Em Maceió, pelo menos 3.028 famílias estão convocadas para fazer a atualização do cadastro pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas). Para concluir a renovação do cadastro o usuário precisa apresentar documentos originais e cópias dos seguintes documentos:

Comprovante de Residência da família;
Carteira de Identidade,
CPF,
Título de Eleitor,
Carteira de Trabalho,
Certidão de Casamento ou Divórcio
Certidão de Óbito (do integrante falecido, caso tenha) dos integrantes adultos da família,
Certidão de Nascimento,
Cartão de Vacina (0 a 7 anos),
Declaração da Escola (6 a 17 anos).

Atualização do Bolsa Família em outros estados

O beneficiário precisa levar os documentos e fazer a atualização dos dados na sede do CadÚnico em Maceió, que está localizado na Rua Barão de Atalaia, 753, bairro do Poço. Quem não atualizar os dados perderá o benefício.

Quem já recebe o benefício e ainda não sabe se precisa ou não atualizar aí no seu estado, precisa visitar a secretaria do município responsável pelo recolhimento dos dados para confirmar se precisa ou não renovar o cadastro.

Os documentos para fazer a atualização do Bolsa Família podem até variar de região para região, mas alguns outros requisitos também são levados em conta, principalmente para quem busca agora receber o benefício. Documentos básicos são imprescindíveis, como RG, CPF e até título de eleitor.

Quem não fizer a atualização pode ter o benefício bloqueado ou mesmo cancelado. Quem já fez o procedimento outras vezes precisa retornar ao mesmo local e tirar essas e outras dúvidas sobre o recadastramento no Bolsa Família.

Vale reforçar que o objetivo do programa é selecionar famílias com baixa renda. Aliás, o processo de escolha para o recebimento do benefício é feito pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e com base no Cadastro Único para Programas Sociais as famílias que recebem menos renda por mês são selecionadas.

 

 

Veja alguns vídeos que podem te ajudar no Bolsa Família:

Quer mais dicas sobre este benefício e outros? Não deixe de conferir nossas novidades diariamente. Fique bem informado (a) aqui no Mundo das Tribos!!!

Recomendados para você:

RECEBA OS ARTIGOS VIA EMAIL