Uso do computador faz bem a saúde de idosos

Estudos recentes comprovaram que o uso do computador faz bem à saúde de idosos. Isto acontece porque o hábito ajuda a preservar a memória…

Por Isabella Moretti em 10/09/2012

Estudos recentes comprovaram que o uso do computador faz bem à saúde de idosos. Isto acontece porque o hábito ajuda a preservar a memória e melhora a capacidade de aprendizado durante a terceira idade. Uma pesquisa divulgada no periódico PLoS One mostrou ainda que os homens mais velhos que usam o computador possuem menor risco de desenvolver demência em um prazo de oito anos.

Usar o computador reduz o risco de demências na terceira idade. (Foto:Divulgação)

Idosos que usam computador sofrem menos com demências

Trabalhos anteriores já tinham associado o melhor desempenho cognitivo dos idosos com outros hábitos que estimulam a mente, como a leitura e a realização de palavras cruzadas. Estas atividades, quando fazem parte da rotina da terceira idade, diminuem os riscos de demência. Embora os especialistas já tivessem feito esta constatação, não existia ainda um estudo capaz de avaliar o desempenho do computador na saúde mental dos idosos.

Para chegar à conclusão de que usar o computador na velhice melhora a saúde mental, os pesquisadores da Universidade de Western Austrália, em Perth, realizaram uma série de análises desde 1996, considerando os dados de 19 mil homens.

O uso do computador estimula a saúde cerebral dos idosos. (Foto:Divulgação)

Os autores do trabalho selecionaram 5.506 participantes, de 65 a 86 anos de idade, para um acompanhamento que durou oito anos. Depois de analisar as informações, foi descoberto que os homens que utilizavam frequentemente o computador tinham até 40% menos chances de serem diagnosticados com demência durante o período de estudo.

Segundo Osvaldo Almeida, principal autor da pesquisa, o envelhecimento da população mundial tem aumentado o número de pessoas que sofrem com declínio cognitivo. Estima-se ainda que, até 2025, existam 50 milhões de idosos com problemas relacionados à cognição.

Saiba mais: Combinação de atividades físicas e estímulo mental ajudam a memória

O computador no dia-a-dia dos idosos

Com o crescente número de casos de demências entre idosos, a inclusão digital pode ser uma forma de estimular as funções do cérebro, como memória e raciocínio. O uso do computador também é uma forma de deixar os mais velhos atualizados sobre o que acontece no mundo, além de incluí-los na sociedade.

Idosos que usam a internet reforçam os laços com amigos e familiares. (Foto:Divulgação)

O idoso que possui um perfil numa rede social ou sabe como utilizar um comunicador instantâneo consegue preservar os laços familiares e de amizade. O computador permite experiências na esfera digital que instigam as habilidades cognitivas através da leitura de notícias, gerenciamento das finanças e outras atividades do gênero.

A maioria dos idosos que participaram na pesquisa usa o computador para checar emails e navegar na internet. Eles não utilizam programas específicos para melhorar a memória, pelo contrário, se comportam como usuários normais da web.

Além de exercitar a mente com atividades relacionadas à informática, também é importante que o idoso pratique exercícios físicos para não se tornar vítima do sedentarismo.

Veja também: Fases do Mal de Alzheimer

Top