Trabalho formal: quais as diferenças?

PUBLICIDADE

O trabalho formal também conhecido como assalariado é caracterizado por alguns elementos que o trabalho informal não possui.

No trabalho formal o empregado e empregador estão dentro de um contrato que deve ser cumprido. Este contrato é o responsável por estabelecer os deveres e direitos que ambas as partes devem cumprir. O que rege são as leis da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Uma parte crucial no processo do trabalho formal são os sindicatos que visam reunir trabalhadores de cada área trabalhista específica, para negociar com empregadores condições melhores de trabalho bem como os salários.

PUBLICIDADE

Normalmente cada cidade conta com um sindicato. A categoria de professores conta com seu próprio sindicato, bem como outras categorias. 

No trabalho informal os empregadores, ou seja, os chefes, precisam estar atentos a todas as condições colocadas pela legislação e respeitá-las. Além disso, também é importante que eles deixem os empregadores a par de toda a situação para que eles também cumpram com as suas obrigações na empresa.

Isso pode gerar dificuldades para diversas áreas trabalhistas que podem optar por contratação com outros formatos. Nesse caso, o empregado que possui um horário certo de trabalho, que seja rígido, precisa cumprir toda a carga horária dentro do local de trabalho. Além disso, existe um horário específico para descanso e almoço.

Por este motivo, é importante ter um controle para que as regras sejam respeitadas. Você quer saber mais sobre o trabalho formal? Neste conteúdo você verá qual a diferença do trabalho formal, qual a duração, como é o processo seletivo e muito mais. Continue lendo para conferir.

PUBLICIDADE

O que é um trabalho formal?

O trabalho formal é o tipo de trabalho regido pela CLT (Consolidação das Leis de Trabalho). Nesse tipo de trabalho, o empregado possui uma carteira de trabalho assinada pelo empregador e pode contar com todos os benefícios, que são oferecidos pelas leis trabalhistas.

O que é um trabalho formal?
Fonte/Reprodução: original.

Além do salário recebido, esse vínculo faz com que outras vantagens sejam garantidas para o trabalhador. Vantagens como vale transporte, auxílio alimentação, plano de saúde, INSS, 13º salário, férias remuneradas e FGTS são garantidos pelo vínculo empregatício.

No geral, cada atividade feita pelos empregados deve ter um horário fixo. É comum que esse horário seja conhecido como horário comercial, que é das 8:00 até às 18:00. Dessa maneira, todos têm uma rotina regular de trabalho.

Quais são os requisitos para um trabalho formal?

Existem vários requisitos para um trabalho formal, mas optamos por mencionar os mais importantes. Confira abaixo quais são eles:

  • Pessoa Física;
  • Subordinação;
  • Habitualidade;
  • Outros.

Além disso, é importante destacar que o trabalho formal é aquele que o empregado possui a carteira de trabalho assinada. 

PUBLICIDADE

Como é o processo seletivo para um trabalho formal?

O processo seletivo de trabalho formal pode variar com base no empregador. Entre os processos seletivos, há diversos testes técnicos, entrevistas, dinâmicas em grupo, triagem de currículos e outros itens que contam como avaliação, para assim decidir se aquele candidato está apto a trabalhar naquela empresa.

Como é o processo seletivo para um trabalho formal?
Fonte/Reprodução: original.

Quando o contratante é o governo ou a prefeitura, normalmente é feito o concurso público que avalia os candidatos com uma prova escrita ou a prova de títulos e até mesmo prova física, em caso de policiais, bombeiros e forças armadas.

Qual é a duração do contrato de um trabalho formal?

O contrato de trabalho formal não tem um tempo determinado. Esse é o tipo padrão de contrato e é o mais utilizado em corporações. A duração máxima para términos de contrato é de 90 dias.

Agora que você entendeu como funciona o trabalho formal, é o momento de ficar atento aos seus direitos! E em caso de dúvidas, procure órgãos responsáveis como sindicatos, ministério do trabalho ou até mesmo o Tribunal Regional do Trabalho.

Leia também:

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.