Timidez e Seus Desafios: Como Enfrentar e Superar os Medos

Se um dia a timidez era considerada algo desejável ou um charme a mais, nos dias de hoje ele parece ser um fardo indesejável.…

Por Editorial MDT em 25/08/2011

Se um dia a timidez era considerada algo desejável ou um charme a mais, nos dias de hoje ele parece ser um fardo indesejável. Os últimos anos tem sido penosos para aqueles que não se expõem com facilidade: o ato de falar em público, expor ideias em voz alta e marcar presença tem sido valorizado e solicitado em todos os aspectos, seja nos estudos ou no local de trabalho, ou até em uma saída para um barzinho que culmine em uma paquera. São tempos difíceis para quem não se sente tão à vontade assim com a ideia de tanta exposição.

A timidez em si não é um problema. Qualquer pessoa na vida passa por um momento onde ela surge de maneira súbita, tendo uma personalidade extrovertida ou não. O problema é quando isso deixa de acontecer somente de vez em quando ou deixa de ocorrer somente em situações específicas e se torna algo que chega a atrapalhar o cotidiano: evitar situações sociais, recusar-se a falar em público ou evitar defender a própria opinião por medo de se expor não são simplesmente considerados atos de resguardo. Por mais que pareçam benéficos a curto prazo pelo ato de proteção, a longo prazo o medo pode ditar grande parte do seu cotidiano e minar suas oportunidades. O limite da timidez é justamente quando ela começa a atrapalhar a sua vida.

Veja algumas dicas do blog Escola Psicologia que podem ajudar quem deseja superar o problema:

Compreenda as suas razões: Você é capaz de dizer como e por que a timidez se manifesta? Conhecer o problema faz com que uma solução possa melhor planejada.

Não olhe para si com os olhos dos outros: Isso diz respeito a autoconhecimento. Tomar conhecimento daquilo que te afeta e dos seus pontos fortes é o primeiro passo para qualquer tipo de mudança de vida e postura.

Respire: Sim, isso mesmo. Uma boa respiração alivia desconfortos relativos a estresse, medo e ansiedade. Um destes exercícios consiste somente em inspirar e expirar lenta e profundamente, contando até 4 enquanto sente o ar que entra e sai de seus pulmões. É de grande ajuda quando é preciso relaxar.

– Seja você mesmo: O desejo de agradar a todos e ser bem visto é algo inato para o ser humano, porém isso nem sempre é possível. Além disso é indiscutível que esse é um panorama estressante e aborrecedor, portanto não menospreze a si mesmo. Ninguém é perfeito, mas caso deseje mudar algo, faça isso para melhorar a sua vida e por desejo próprio.

Interaja: Quanto mais você enfrenta o medo, mais simples as coisas vão ficando com o tempo. Você pode começar aos poucos, com conversas banais e ir evoluindo com o tempo. Logo estará sentindo-se mas seguro.

Não evite situações de desconforto: Para se livrar da timidez é preciso livrar-se do medo, portanto eventualmente é preciso enfrenta-los. Para várias delas é possível fazer um planejamento. Por exemplo, para quem precisa falar em público há diversas técnicas que podem ajudar a atenuar o desconforto e o medo. Invista nisso.

Lembre-se: o limite para a timidez é quando ela começa a incomodar. As dicas acima são bastante eficientes, mas caso seja necessário, não hesite em procurar ajuda especializada. Lembre-se que esta também é uma questão de qualidade de vida.

Top