Sintomas de doença do coração em cães Sintomas de doença do coração em cães

Sintomas de doença do coração em cães

Muitos não sabem, mas um em cada quatro cães com mais de 7 anos são portadores de alguma doença do coração. Exatamente por isso,…

Por Élida Santos em 06/06/2014

Muitos não sabem, mas um em cada quatro cães com mais de 7 anos são portadores de alguma doença do coração. Exatamente por isso, é bom ficar atento para tratar o seu animalzinho quando preciso, e até para prevenir esses males.  Geralmente, é na terceira idade que os problemas cardíacos aparecem nos cachorros.

Leve seu cão sempre ao veterinário (Foto: Divulgação)

☰ CONTEÚDO

Como prevenir doenças do coração nos cães

A prevenção das doenças cardíacas devem começar quando o seu animal é jovem. Invista em alimentação saudável, compre ração de qualidade para o seu animalzinho, de preferência com antioxidantes, que ajudam o coração. Também é importante fazer caminhadas com seu animalzinho, para que ele se exercite e fortaleça o sistema cardíaco do cão. Também leve seu cachorro para fazer exames periódicos, para identificar problemas no coração cedo e para o tratamento ser feito.

Sintomas de doenças do coração em cachorros

Os sintomas dos problemas cardiovasculares nos cães, geralmente, são os seguintes: dificuldade de respirar; alteração da cor na língua; rejeição a atividades físicas; sono demasiado; fadiga e tosse. Lembre-se que esses sintomas podem variar, ou seja, nem todos os animais podem ter exatamente esses males, mas é sempre bom ficar atento.

Alimente seu cão bem para que ele não tenha problemas do coração (Foto: Divulgação)

Principais sintomas em cães com problemas no coração

Diferentemente dos Humanos, os cães não tem enfartes súbitos e sim de micro-enfartes que vão deteriorando o coração do animal gradualmente. Nos cachorros, as doenças cardíacas vão ficando mais graves de modo gradual. Porém, infarto em cães machos é mais comum do que com as fêmeas.

Por isso, sempre é bom cuidar do seu bichinho com carinho e dedicação desde pequenino. Dê todas as vacinas no animal, além de fazer consultas periódicas nos veterinário. A alimentação também deve ser boa, pois rações muito baratas geralmente têm menos ingredientes fundamentais para a saúde do cachorro. Lembre-se que o infarto canino enfraquece o cão e o mata aos poucos.

Top