Síndrome da pressa: saiba mais sobre os sintomas

Síndrome da pressa: saiba mais sobre os sintomas

O ritmo frenético no qual a vida moderna obrigada a viver tem acarretado sérias consequências à saúde. Stress, ansiedade e depressão são alguns dos…

Por Editorial MDT em 22/08/2013

O ritmo frenético no qual a vida moderna obrigada a viver tem acarretado sérias consequências à saúde. Stress, ansiedade e depressão são alguns dos males que têm se tornado comuns, entre as pessoas. As horas do dia parecem não ser suficientes para a realização de todas tarefas. Nas grandes empresas, tal sentimento se faz ainda mais forte. A cobrança constante pela produtividade, aliada à qualidade, faz com que as pessoas se sintam pressionadas pelo tempo, durante todo o tempo. Deseja-se que o relógio pare, para que tudo possa ser feito, de acordo com a demanda. Com isso, vem a sensação de que cada segundo deve ser aproveitado, ao máximo. Mas será que isso deve ser encarado com algo normal e necessário? Saiba mais sobre os sintomas da Síndrome da pressa.

A Síndrome da pressa faz com que a realidade do tempo, para o indivíduo acometido, fique distorcida (Foto: Divulgação)

O que é Síndrome da pressa?

A chamada Síndrome da pressa é uma alteração de ordem psicológica e comportamental. Embora ainda não seja reconhecida na psiquiatria, já é estudada há mais de 30 anos. Estima-se que, em média, 30% da população brasileira sofra deste mal.

Basicamente, o que o indivíduo acometido pela síndrome sente é a pressa constante. Contudo, tal pressa não pode ser classificada num nível de normalidade. O sentimento de pressa da pessoa é tão forte, que sua saúde sofre alterações, bem como sua vida social. Stress, ansiedade e nervosismo são apenas alguns dos sintomas da Síndrome da pressa.

O desrespeito com o ritmo alheio é um sintoma (Foto: Divulgação)

Como consequências, o indivíduo acometido pela Síndrome da pressa pode apresentar crises de ansiedade, já que nunca consegue relaxar e pensa demais em todas as tarefas que deve cumprir. No trabalho, o rendimento pode ser afetado, já que a quantidade de tarefas é muito maior do que se pode realizar. O convívio social também é afetado, pois o apressado não consegue aceitar o ritmo de outras pessoas. Além disso, é raro ele se encontrar com os amigos ou a família, pois nunca tem tempo.

Sintomas da Síndrome da pressa

Os sintomas da Síndrome da pressa podem ser muitos. No entanto, alguns simples sinais podem indicar que está na hora de repensar a vida e colocar o pé no freio. Os principais são:

– a pessoa não consegue fazer as coisas junto com outros. Em geral, não confia na ajuda de ninguém e assume uma quantidade de tarefas impossível de serem realizadas, em tempo hábil;

– a qualidade do que faz piora. Isso acontece porque a quantidade passa a ter mais importância;

– o indivíduo se torna agressivo, impaciente e constantemente tenso;

– a pessoa sente dificuldade em aceitar atrasos dos outros, bem como ter paciência com o seu ritmo;

– interrompe as falas alheias;

– anda com passos apressados, mesmo quando não há necessidade;

– não se alimenta adequadamente, pois tem pressa até durante as refeições;

– apela para o uso de substâncias que controlem suas emoções, como remédios, álcool e outras drogas;

– tem o sono agitado.

A pessoa quer realizar uma quantidade de tarefas impossível (Foto: Divulgação)

Não existe um tratamento para Síndrome da pressa, específico. O ideal é que o indivíduo repense a sua vida e aprenda a aceitar que não se pode fazer tudo. É preciso que aprenda a relaxar, aproveitar os momentos de folga e ter um bom convívio social. O controle da ansiedade é de extrema importância, pois ela acarreta muitos males à saúde. Se existe dificuldade extrema em mudar os hábitos, então a melhor solução é procurar por ajuda psicológica. Entender os limites e aceitar que não se pode fazer tudo é primordial. O tempo não para, mas é preciso que a pessoa aprenda a parar.

Top