sexta-feira, 12 de agosto de 2022 - 12/08/2022 19:13:46
MundodasTribos

Algumas pessoas procuram os consultórios odontológicos com a queixa de que a boca está queimando ou ardendo. Apesar de ser algo muito comum, poucos indivíduos sabem que esse sintoma está relacionado com a síndrome da ardência bucal. Conheça abaixo algumas informações sobre a síndrome da ardência bucal.

A síndrome da ardência bucal pode ocasionar a insônia. (Foto divulgação)

O que este artigo aborda:

Síndrome da ardência bucal

A síndroma da ardência bucal é uma condição clínica em que a boca da pessoa fica ardendo, escaldando. Na pior das situações, o indivíduo pode sentir que a boca está em “chamas”. Em geral, esse sintoma vem associado de boca seca ou gosto metálico. Vale ressaltar que, alguns indivíduos podem sentir o mesmo incomodo em outros lugares, como na bochecha e no céu da boca.

Quem está mais susceptível ao problema

De acordo com especialistas, amos os sexos em qualquer idade, estão susceptíveis ao desenvolvimento da síndrome da ardência bucal. Em geral, esse problema é manifestado em pessoas com algum grau de estresse ou mesmo, que apresenta algum tipo de distúrbio hormonal. Além disso, a síndrome da ardência bucal pode ocorrer juntamente com uma variedade de outras condições, como as alergias e as deficiências de nutrientes.

Consequências relacionadas à síndrome da ardência bucal

A síndrome da ardência bucalpode causar ao indivíduo portador, uma dificuldade parar dormir, depressão, relacionamentos danificados e alterações na vida social. Isso porque o problema é muito incomodo e doloroso, podendo causar altos níveis de desconforto, o que tem relação direta com a vida do indivíduo.

Saiba mais sobre a síndrome da ardência bucal. (Foto: divulgação)

 

Identificando o problema

De acordo com especialistas, a síndrome da ardência bucal não tem uma causa definida ou mesmo, um tratamento eficaz. Às vezes, ela é diagnosticada após a exclusão de diversas outras patologias que podem ocasionar o sintoma de queimação. Entre os exames realizados para descartar outras causas, estão o exame de sangue, culturas orais e, até mesmo, a tomografia computadorizada.

Tratamento da síndrome da ardência bucal

Até o momento, não há um tratamento primário para a síndrome da ardência bucal. Os métodos utilizados para combater o problema, variam de caso para caso. Assim, de acordo com os especialistas, os tratamentos incluem:

  • Tomar suplementos para combater as deficiências nutricionais;
  • Alterar os medicamentos utilizados no combate da queimação bucal;
  • Tratamento dos distúrbios existentes, como a depressão ou o diabetes;
  • Substituir as próteses dentárias antigas.

    A síndrome da ardência bucal pode ser ocasionada pelo estresse. (Foto: divulgação)

A síndrome da ardência bucal é um problema que afeta uma pequena parte da população, mas que traz diversas consequências à sua vida. Após conhecer mais sobre a síndrome da ardência bucal e caso sofra com o problema, é importante buscar a orientação de um especialista. 

O conteúdo "Síndrome da Ardência Bucal: saiba mais" foi feito por Editorial MDT e distribuído por MundodasTribos na categoria Bem Estar em .

1

Pode ser do seu interesse

Dicas e benefícios do jardim vertical

Dicas e benefícios do jardim vertical

Bancada da cozinha: como decorar

Bancada da cozinha: como decorar

Moda Vintage

Moda Vintage

Como limpar rejunte: dicas

Como limpar rejunte: dicas

Roupas de Marca com Desconto Loja Privalia

Roupas de Marca com Desconto Loja Privalia

Estresse no trabalho eleva em até 70% possibilidade de problemas cardiovasculares para mulheres

Estresse no trabalho eleva em até 70% possibilidade de problemas cardiovasculares para mulheres