Seguro para quem viaja: entenda como funciona

Wagner Santos 01/11/2021 Notícias

Está planejando uma viagem de férias em família ou a trabalho? Saiba ser de extrema importância providenciar um seguro de viagem. Além de ser regra obrigatória para entrada em alguns países, ele tem como função resolver diversos eventuais problemas durante sua viagem, afinal, todos sabemos que imprevistos podem acontecer. Acompanhe abaixo informações sobre o que é um seguro viagem, como funciona e quais seus benefícios: 

O que é o seguro viagem

Seguro viagem é um serviço de suporte a problemas que podem acontecer durante sua viagem, como por exemplo: atendimentos médicos de urgência e emergência, indenização de extravio de bagagem, repatriação de corpo em caso de morte, funeral e outros. 

Por que é importante?

Apesar das ocasiões em que é necessário utilizar um seguro viagem pareceram improváveis ou até assustadoras, é preciso sermos realistas e assumirmos que todas elas podem acontecer com qualquer pessoa. Sendo assim, ao contratar um seguro viagem você conta com um suporte assistencial e financeiro para lidar com tais imprevistos. 

Além disso, para entrar em alguns países que apresentaremos ao longo deste post, é obrigatório ter o seguro viagem. 

Como funciona

A Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) é o órgão que regulamenta as companhias de seguro, é muito importante que ao contratar este serviço você verifique a integridade e a reputação da empresa em questão. O seguro terá validade definida de acordo com a duração do seu deslocamento de viagem, cobrindo eventualidades e consequências previamente definidas, desde situações  comuns a mais graves. 

Obrigatoriedade

Considerando o Acordo de Schengen, uma convenção entre países europeus sobre política de abertura de fronteiras e livre circulação de pessoas, é obrigatório que o viajante tenha seguro viagem para entrar em determinados países, são eles: Alemanha; Áustria; Bélgica; Dinamarca; Eslováquia; Eslovênia; Espanha; Estônia; Finlândia; França; Grécia; Holanda; Hungria; Islândia; Itália; Liechtenstein; Letônia; Lituânia; Luxemburgo; Malta; Noruega; Polônia; Portugal; República Tcheca; Suécia e Suíça.

Há outros países que não fazem parte do Acordo mas exigem o seguro, como é o caso de Equador, Venezuela e Cuba, por exemplo. Vale a pena pesquisar com antecedência sobre esta regra uma vez que pode variar de acordo com cada localidade. 

Fique atento à parte burocrática

Após contratar o seguro viagem de sua preferência, não se esqueça de manter em local seguro e de fácil acesso a apólice e os contatos, para caso seja necessário utilizá-lo. Além disso, é importante deixar essas informações com alguém de confiança para que, caso seja necessário, entre em contato com a seguradora. 

Coberturas

Como já citamos aqui, as coberturas do seguro de viagem podem variar de acordo com o que foi contratado junto à seguradora. Agora vamos apresentar quais são as mais comuns. Em casos de acidentes pessoais, o seguro viagem cobre as seguintes situações: invalidez permanente, morte natural, morte acidental e traslado de corpo. 

Com relação a problemas de saúde, normalmente, são dois tipos de atendimento: o primeiro como seguro em que o contratante arca com os custos e depois recebe o reembolso e o segundo como assistência, em que só pode ser atendido por clínicas, hospitais e profissionais conveniados à empresa. 

Há outros tipos de cobertura que costumam ser opcionais, mas podem facilitar muito a viagem caso seja necessário utilizá-las, por exemplo: danos à bagagem, incluindo roubo, furto e extravio; cancelamento da viagem para despesas que não tem direito a reembolso como hospedagem e transporte; regresso antecipado, com relação a despesas necessárias para o retorno ao local de origem e  também a indenização em funeral. 

Como escolher uma seguradora

Assim como a contratação  de qualquer serviço importante, você deve ficar atento a alguns detalhes para garantir que o corretor, empresa corretora ou seguradora de sua opção sejam os melhor possível para te atender caso seja necessário. 

Primeiramente, observe o valor. Não necessariamente um seguro viagem tem um valor exorbitante, opte por empresas que ofereçam valores intermediários, desconfie de preços muito baixos ou muito altos. 

Procure avaliações de pessoas que já tenham contratado este serviço e verifique qual a situação e reputação da empresa a ser contratada junto à SUSEP, considerando também a disponibilidade para contato, afinal, você tem que ter certeza de que será atendido quando precisar, não é mesmo? 

Muitas pessoas optam por utilizar os seguros oferecidos por cartões de crédito. Mas é importante destacar que isso pode ser extremamente arriscado. Primeiro, porque as coberturas acabam sendo muito ilimitadas e impessoais e, segundo, pode haver grande dificuldade para o contato, ao contrário de empresas especialistas neste tipo de serviço, os cartões de crédito costumam ter dificuldade neste aspecto. 

Agora que você já sabe tudo sobre o seguro viagem, escolha sua empresa de confiança e viaje com tranquilidade, tendo a certeza de estar preparado e assistido no caso de algum imprevisto. Lembrou de alguma dica sobre seguro viagem que não citamos aqui? Compartilhe com a gente nos comentários e ajude outros viajantes de plantão! 

Outros artigos

Vantagens do Shampoo sem Sal para os Cabelos

18/05/2011

Vantagens do Shampoo sem Sal para os Cabelos

O nosso cabelo faz parte do nosso cartão de visitas, porém, cuidar deles requer dedicação diária e um pouquinho de esforço. Lavá-los de duas a três vezes por semana,...

Tiaras e Faixas para o Verão 2009

22/11/2008

Tiaras e Faixas para o Verão 2009

[caption id="" align="alignnone" width="400" caption="Tiaras e faixas para o verão 2009"][/caption] Neste verão as tiaras e faixas serão boas opções, pois são ace...