Riscos ao tirar cutículas

A cutícula é quase sempre removida de forma errada, podendo prejudicar a saúde das unhas. Essa remoção passou a fazer parte do mundo estético,…

A cutícula é quase sempre removida de forma errada, podendo prejudicar a saúde das unhas. Essa remoção passou a fazer parte do mundo estético, mas acabou saindo dos limites e está cada vez mais profunda. Quanto menos cutícula, mais bonita a unha. Essa é a ideia de quem gosta de unhas trabalhadas e bem feitas, mas na verdade é algo totalmente errado. Essa é uma proteção natural e não deve ser totalmente removida. Confira quais são os riscos ao tirar cutículas.

O ato de remover cutícula pode oferecer riscos à saúde. (Foto: Divulgação)

Remoção de cutículas

O ato de remover as cutículas antes da esmaltação é algo bem brasileiro. Mulheres nos Estados Unidos e Europa, por exemplo, recusam-se a tirar o excesso de pele. Isso acontece justamente porque não é nada saudável a prática, podendo gerar algumas doenças sérias de pele ou mesmo nas unhas em si.

Riscos ao tirar cutículas

Abrir mão desta pele pode ser a causa de incômodas inflamações e do enfraquecimento da unha. Em alguns casos – raros – doenças mais sérias como Aids e Hepatite podem ser contraída pelo simples fato de a cutícula não estar ali para defender a entrada do agente causador.

Evite a remoção de cutículas. (Foto: Divulgação)

Ela é como um vedante entre a unha e a pele. Quando a cutícula é removida, abre-se a porta para sujeiras e corpos estranhos que podem causar infecções e doenças. Entre os invasores está a levedura Candida albicans, que causa micoses de unha e pele, por exemplo.

Os riscos ao tirar cutículas são grandes, principalmente se feitos em salão de beleza, onde diferentes mulheres passam por ali todos os dias. Os alicates devem ser acessórios pessoais, nunca repartidos com outras pessoas, mesmo que desinfetado em estufas próprias.

Continuar Lendo  Como dormir bem no verão: dicas

O problema mais comum é a paroníquia, uma inflamação em volta da unha que se configura como um machucadinho com sangue, às vezes até com pus. Fica dolorido por dias e, quando não tratada, com a limpeza constante, pode evoluir para uma inflamação bem mais intensa.

Uma dica é empurrar a cutícula para um melhor resultado. (Foto: Divulgação)

Para quem trabalha na área de limpeza e saúde os cuidados devem ser redobrados. Médicos, por exemplo, estão sempre expostos à ambientes com bactérias e contaminações. Quem lava roupa e louça todo dia também deve dobrar a proteção.

Para quem quer uma unha mais limpa, a dica é apenas empurrar a cutícula, escondendo-a. Mesmo assim, o mais indicado é não mexer nessa pele tão essencial para a proteção das unhas.

Leia também:

Cutículas: tirar ou manter?

Cuidados ao fazer unha com manicure

 

 

Top