Doação de sangue: mitos e verdades

Durante o final do ano, o estoque de sangue nos hospitais chega a diminuir 30% do total. Devido a isso, é muito importante que…

Durante o final do ano, o estoque de sangue nos hospitais chega a diminuir 30% do total. Devido a isso, é muito importante que as pessoas procurem os locais de doação para garantir a manutenção do bancos de sangue. Diferente do que muitos indivíduos pensam, o ato de doar sangue é rápido e seguro. Conheça alguns mitos e verdades sobre a doação de sangue.

Conheça quais são os requisitos mínimos para a doação de sangue.

Conheça alguns mitos e verdades sobre a doação de sangue. (Foto: divulgação)

Mitos e verdades sobre a doação de sangue

A doação de sangue é uma atitude muito rápida, segura e ainda ajuda a salvar uma vida. Todo o material utilizado para a coleta é descartável, reduzindo à taxas mínimas, o risco de contaminação do doador. Para que as pessoas conheçam mais sobre os mitos e verdades sobre a doação de sangue, separamos algumas informações abaixo.

  •  A doação de sangue colabora com o ganho de peso: mito – o indivíduo que é doador de sangue não altera o seu peso corporal, sendo assim ele não engorda, nem emagrece;
  • A doação de sangue colabora com o engrossamento do sangue: mito – a doação de sangue não engrossa, nem afina, o sangue do doador;
  • O doador pode ficar viciado em doar sangue: mito – o ato de doar sangue não está relacionado a nenhuma dependência;
  • O indivíduo que realizou tatuagem, há no mínimo um ano, não pode doar sangue: verdade – as pessoas que realizaram tatuagens em intervalo inferior a um ano, não pode doar sangue;
  • A pessoa que doa sangue recebe recompensas: mito– o doador recebe a satisfação de ajudar pessoas que necessitam dessa atitude. Assim, é um ato muito grandioso e que pode salvar uma vida;

    A doação de sangue pode salvar uma vida. (Foto: divulgação)

  • O indivíduo que recebeu vacinação de hepatite B recente, não pode doar sangue: verdade – indivíduos que foram vacinados contra  o vírus da Hepatite B em intervalo inferior a 48 horas, não podem ser doadores de sangue;
  • A mulher que está menstruada não pode doar sangue: mito – a mulher independente de estar no período menstrual ou não, pode doar sangue sem causar nenhum problema à sua saúde;
  • O organismo do doador repõe o sangue em apenas 24 horas: verdade – o organismo da pessoa que realizou a doação de sangue pode repor o volume perdido em até 24 horas após a coleta;
  • O doador deve estar em jejum na hora da coleta: mito – o indivíduo que for realizar a doação de sangue deve estar alimentado e descansado. Além disso, ele deve evitar a ingestão de alimentos gordurosos nas primeiras quatro horas que antecedem a doação;
  • A doação de sangue pode ocorrer mesmo se o indivíduo estiver gripado:mito– recomenda-se que o doador aguarde, pelo menos, sete dias após a cura da doença para realizar a doação de sangue.

    No final do ano, as doeações de sangue são reduzidas em até 30%. (Foto: divulgação)

A doação de sangue é um ato muito gratificante, porém ainda existem algumas dúvidas a seu respeito. Após conhecer alguns mitos e verdades sobre a doação de sangue, basta procurar o serviço de coleta mais próximo e realizar a caridade.

Leia Também:  Roupas de tricô para crianças

Saiba como realizar o agendamento para a doação de sangue.

Top