Remédios tarja preta: quais são, riscos

Os remédios tarja preta também são denominado remédios controlados. A descrição tarja preta está intimamente ligada aos fortes efeitos que esse medicamento possui. Apesar…

Os remédios tarja preta também são denominado remédios controlados. A descrição tarja preta está intimamente ligada aos fortes efeitos que esse medicamento possui. Apesar de serem mundialmente consumidos, são poucas as pessoas que compreendem seu real significado. Tendo isso em vista, separamos algumas informações sobre quais são e quais os riscos que os remédios tarja preta oferecem.

Conheça mais sobre o remédio tarja preta Sibutramina.

No ato da compra, o indivíduo deve apresentar a receita médica. (Foto: divulgação)

Conhecendo mais sobre os remédios controlados

Os remédios controlados ou tarja preta são medicamentos que possuem efeitos mais fortes e com ação imediata. Além disso, possuem uma grande relação de efeitos colaterais relacionados ao seu uso. Em geral, são utilizados por pessoas portadoras de doenças de um grau de risco maior ou que já estejam em um nível avançado.

Significado da “tarja preta”

Os medicamentos controlados também são nomeados como de tarja preta por conter uma faixa da mesma cor na embalagem. É uma maneira de sinalizar que, no momento da compra, será necessária a apresentação de receita médica controlada. Isso, por apresentarem riscos à saúde e terem que ser utilizados com moderação.

Os remédios tarja preta necessitam de uma avaliação especial

Antes de realizar a compra de qualquer medicamento tarja preta, o paciente deverá visitar um médico para realizar uma consulta. Durante esta, o especialista avaliará a necessidade ou não do indivíduo utilizar um medicamento controlado. No caso afirmativo, o médico irá conceder uma receita médica com a descrição exata do medicamento a ser utilizado. Após a aquisição da prescrição, o indivíduo deverá apresenta-la ao farmacêutico para obter o remédio, no ato da compra. Vale ressaltar que a receita fica retida na farmácia, uma forma de evitar o consumo desordenado desses medicamentos.

Leia Também:  Anvisa orienta panificadoras a produzir pães com menor teor de sal

Usando a tecnologia a nosso favor

O controle dos medicamentos de tarja preta é feito de forma digital desde o ano de 2008. Essa é a melhor maneira de evitar e dificultar a compra desses medicamentos sem a orientação de um especialista. Antes do controle digital, o registro era realizado manualmente em um documento que era entregue à ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). É importante ressaltar que, apesar da mudança tecnológica, essa mesma entidade realiza o controle dos medicamentos tarja preta, nos dias atuais.

Antes de se automedicar, busque a orientação de um médico especialista. (Foto: divulgação)

Principal risco dos remédios tarja preta

Os remédios tarja preta necessitam de controle em relação ao seu consumo devido, especialmente, a seu alto potencial viciante. Na prática, foi observado que um grande número de indivíduos tornaram-se dependentes, o que levou a sérios danos à saúde ou até mesmo à morte.

Medicamentos controlados

Separamos abaixo a lista dos medicamentos tarja preta e que são controlados pela ANVISA.

  •  Absten-S;
  • Akineton;
  • Anafranil;
  • Androcur;
  • Androxon;
  • Apraz;
  • Arimidez;
  • Aropax;
  • Artane;
  • Astramorph;
  • Aurorix;
  • Benflogin;
  • Bentyl;
  • Biovir;
  • Bromazepam;
  • Buspar;
  • Cebrilin;
  • Cipramil;
  • Clomid;
  • Clonazepam;
  • Clopixol;
  • Crixivan;
  • Daforin;
  • Dalmadorm;
  • Deca-durabolin;
  • Depakote;
  • Deposteron;
  • Desobesi-M;
  • Diazepam;
  • Dilena;
  • Dolantina;
  • Dormonid;
  • Durateston;
  • Efexor-XR;
  • Elum;
  • Epivir;
  • Hypnomidate;
  • Lamictal;
  • Lanexat;
  • Leponex;
  • Ludiomil;
  • Luvox;
  • Melleril;
  • Neurontin;
  • Pamelor;
  • Precedex;
  • Remeron;
  • Revia;
  • Riperdal;
  • Rivotril;
  • Roacutan;
  • Serzone;
  • Socian;
  • Stilnox;
  • Sufenta;
  • Sulpan;
  • Tegretol;
  • Tolvon;
  • Tryptanol;
  • Urbanil;
  • Zyban;
  • Zyprexa.

Os remédios tarja preta necessitam de um controle especial. (Foto: divulgação)

Os remédios tarja preta são controlados pela ANVISA. Isso se deve a seu alto teor viciante e aos seus efeitos colaterais. Assim, antes de praticar a automedicação, busque a orientação de um médico especialista de modo a evitar graves consequências a sua saúde.

Leia Também:  Esmalte de Morena, de Salve Jorge: qual é?

Saiba mais sobre a Ritalina.

Top