Projeto GAP: grupo de apoio aos primatas

Paulo Lima 28/06/2012 Meio Ambiente

O Projeto luta pelo direito à liberdade e à não-violência aos grandes primatas.

A caça e a destruição do meio ambiente estão entre as principais causas de extinção de algumas espécies. Para tentar reverter este quadro, vários movimentos foram criados pelo mundo a fora, visando garantir a proteção e a vida desses animais.

Veja também: Animais em extinção no mundo.

Este é o caso do Great Ape Project (Projeto dos Grandes Primatas) ou, simplesmente, GAP, movimento internacional que luta pelos direitos à liberdade e à não-tortura dos grandes primatas, como chimpanzés, gorilas, orangotangos e bonobos.

Fundado em 1994, o projeto nasceu inspirado nas ideias do livro dos filósofos Paola Gavalieri e Peter Singer, cujo título carrega o mesmo nome do movimento. Nesta obra, os autores, juntamente com outros especialistas, explicam que os humanos e os grandes primatas compartilham várias características em comum, como organização social, fortes laços afetivos e comunicação.

Leia sobre: Saiba como vivem os chimpanzés, hábitos e curiosidades.

O GAP no Brasil

O movimento foi fundado em 1994, inspirado nas ideias do livro de Paola Gavalieri e Peter Singer.

O GAP iniciou suas primeiras atividades no Brasil no ano 2000. Tudo começou na cidade de Sorocaba, interior de São Paulo, onde o microbiologista Pedro Ynterian adotou um chimpanzé de três meses de idade e passou a criá-lo com bastante carinho. Com a iniciativa, ele decidiu fundar o primeiro santuário brasileiro para os animais, o que chamou a atenção de pesquisadores interessados em fazer o acompanhamento de chimpanzés vítimas de maus-tratos.

A partir de 2006, o GAP passou a ser representado oficialmente no país pela ONG (Organização Não Governamental) Projeto GAP – Grupo de Apoio aos Primatas. Em 2008, o projeto já contava com quatro santuários filiados, hospedando 71 chimpanzés, dentro os quais boa parte havia sofrido maus-tratos em circos ou sido encontrada em condições inadequadas em zoológicos.

Atualmente, o projeto já conta com quatro santuários instalados no país.

Os santuários estão instalados nas cidades de Sorocaba, Vargem Grande Paulista, Ibiúna e Coritiba. Na capital paranaense, a reserva tem sua infra-estrutura inspirada no parque inglês The Monkey World e é considerada a mais moderna do país.

No site do GAP do Brasil, você pode obter maiores informações sobre o movimento, bem como comprar produtos personalizados (adesivos, bonés, livros, chapéus, calendários e kits), conhecer os seus hóspedes, saber como se tornar um voluntário e muito mais. Acesse e confira!

Outros artigos

Fotos Móveis Para Banheiros

18/11/2009

Fotos Móveis Para Banheiros

As fotos de móveis para banheiro exercem influência na área de decoração de ambiente, lançando tendências no mercado e mantendo as pessoas informadas sobre o que...

Melhores Concursos Públicos 2011

16/05/2011

Melhores Concursos Públicos 2011

O Brasil bem experimentando um crescimento nas ofertas de vagas para pessoas que querem ingressar no poder público através de concursos. Mesmo com as notícias de...