Programa Professor Visitante do Exterior

O Brasil é um país que a cada dia mais vem mostrando o quanto a educação superior é fundamental. Um grande exemplo da mudança…

Por Editorial MDT em 13/02/2012

Capes. (Foto: Divulgação)

O Brasil é um país que a cada dia mais vem mostrando o quanto a educação superior é fundamental. Um grande exemplo da mudança que está se produzindo em nossa pátria é a quantidade de programas de incentivo ao conhecimento que são lançadas pelo governo. Entre as oportunidades de bolsas que são oferecidas pelo governo está o Prouni, que oferece bolsas integrais e parciais em instituições de ensino particulares. Já o SISU, oferece a opção de se candidatar a uma vaga em diversas faculdades espalhas pelo Brasil, usando somente a nota do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). Além destes programas, o governo ainda está lançando um novo programa que promete dar mais uma força à educação brasileira.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nivel Superior está oferecendo vagas para os professores que atuem no exterior e que possuam a vontade de conhecer o Brasil e deixar um pouco de seu conhecimento em solo brasileiro, tudo através do no projeto Professor Visitante do Exterior (PVE).

Programa Professor Visitante do Exterior. (Foto: Divulgação)

O principal objetivo do projeto é fazer com que esse profissionais (professores e pesquisadores) realizem visitas de curta, média e longa duração (de 15 dias a 12 meses) a instituições de ensino Superior em território brasileiro, além de visitas a centros de pesquisas, buscando o desenvolvimento e a melhora do ensino brasileiro em todas as áreas do conhecimento, aumentando a bagagem dos professores e dos alunos, de modo que eles estejam melhor preparados para enfrentar o mercado de trabalho.

Os profissionais que se interessarem pelo projeto deverão escolher entre um programa de pós-graduação (doutorado), onde terão a opção de escolha em instituições de ensino públicas e privadas, institutos e centros de pesquisas e desenvolvimento brasileiro. Entre os itens financiáveis da viagem estão as bolsas de estudos, que variam entre R$ R$ 3.997,09 e R$ 8.905,42; além das passagens aéreas internacional na classe econômica e auxílio instalação para professores que não tenham morado no Brasil nos últimos seis meses.

Docentes de diversas partes do mundo podem lecionar no Brasil. (Foto: Divulgação)

Os docentes estrangeiros serão enviados a instituições que possuam cursos de doutorado e que sejam avaliadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior como propícias a receber o professor. Estas instituições deverão estar perfeitamente equipadas com um local de trabalho e estrutura adequada para a realização das atividades, além de apresentarem propostas de ensino.

Top