Você está em: MundoDasTribos > Bem Estar> Primeiros sinais do Mal de Parkinson

Primeiros sinais do Mal de Parkinson

O Mal de Parkinson afeta as células nervosas cerebrais

O Mal de Parkinson acomete pessoas de todas as camadas sociais ou culturais. A doença ficou ainda mais conhecida após alguns famosos serem acometidos por ela. Entre eles, podemos citar: O ex-campeão mundial de boxe Muhammed Ali, o papa João Paulo Segundo e os atores Paulo José e Michael J. Fox. Para conhecer um pouco mais sobre essa patologia tão comum, separamos algumas informações a respeito.

Veja também: Lesões cerebrais em lutadores de boxe e MMA que podem começar após 6 anos de carreira

Compreendendo a doença

O primeiro caso de Mal de Parkinson foi relatado pelo médico inglês James Parkinson, em 1817, justificando o nome da doença. Ela se caracteriza por uma doença degenerativa do sistema nervoso central (SNC). O quadro clínico é manifestado devido à morte do neurônio, principal célula do SNC, localizada na substância negra. Com a morte dessas células, o organismo deixa de produzir uma substância essencial, a dopamina, que é responsável em enviar mensagens de uma célula para outra. Em geral, o Mal de Parkinson é uma doença degenerativa, crônica, progressiva, porém não ocasiona a morte do indivíduo acometido.

Veja também: Mal de Parkinson – causas, sintomas e tratamento

Quais são as causas do Mal de Parkinson

Infelizmente, até o momento não se sabe o motivo que ocasiona a morte das células neuronais. Pesquisadores afirmam que o Mal de Parkinson tem um fator genético muito importante e que pode ser o grande responsável pelo seu aparecimento.

Muhammed Ali foi uma das personalidades que sofreram com esse problema

Sinais e sintomas sugestivos de Mal de Parkinson

O quadro clínico do Mal de Parkinson varia de pessoa para pessoa. No início, seus sinais são imperceptíveis, havendo progressão das manifestações com o tempo. Confira alguns sinais e sintomas sugestivos da doença.

  • Tremor de repouso – são movimentos involuntários que aparecem e desaparecem sem que a pessoa interfira;
  • Rigidez muscular – devido o aumento da tensão dos músculos, ela limita os movimentos da pessoa;
  • Bradicinesia (movimentos lentificados) – atividades como caminhar ou pegar algum objeto se tornam mais lentas;
  • Alteração postural – a pessoa que sofre com o Mal de Parkinson tende a curvar a cabeça e o tronco para frente;
  • Marcha prejudicada – o movimento de deambular se torna mais lento;
  • Ocorre perda da expressão facial e da reação aos estímulos externos;
  • A voz torna-se mais baixa.

Esses são alguns dos sinais que podem sugerir que o indivíduo é portador de Mal de Parkinson. Porém, vale ressaltar, que apenas um médico especializado possui condições e aptidões para realizar o diagnóstico.

O Mal de Parkinson é uma doença das células neuronais do cérebro e tem como consequência, sua degeneração progressiva. Após conhecer alguns sinais sugestivos dessa patologia, diante de uma pessoa que apresente alguns deles, procure um médico especializado. Apesar de ainda não haver cura, existem medicamentos que podem retardar o seu processo. Não deixe que seja tarde demais!

O tremor de repouso é uma queixa frequente

Veja também: Nova técnica elétrica atenua sintomas do Mal de Parkinson

Recomendado para você
Bem Estar

Cerimonial da festa de 15 anos: como fazer

Bem Estar

Ínguas: o que pode ser

Beleza

Modelos de tranças fáceis: passo a passo

Bem Estar

Ervas abortivas: perigos

Comentários
  1. regina celia martins disse:

    Estou precisando de materiais que falem da atuação da Terapia Ocupacional dentro da patologia de mal de Parkinson.estou fazendo o meu TCC nesse Tema..
    obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *