Preconceito nas escolas brasileiras

O preconceito nas escolas brasileiras é um grande desafios para todos que nela estão envolvidas. Segundo um estudo realizado pelo INEP juntamente com o MEC…

O preconceito nas escolas brasileiras é um grande desafios para todos que nela estão envolvidas. Segundo um estudo realizado pelo INEP juntamente com o MEC existe descriminação de alunos, pais dos alunos, professores, a nível de diretoria e até entre os funcionários. Os que mais sofrem com essas manifestações são deficientes, geralmente os mentais, depois vem os negros, índios, ciganos, homossexuais e mestiço.

Preconceito nas escolas brasileiras (Foto: Exame/Abril)

Preconceito nas escolas brasileiras (Foto: Exame/Abril)

Preconceito nas escolas brasileiras

Devido a maneira que o professor trata o aluno, muitas vezes sendo mais hostil, observou-se que existe relação entre desempenho escolar e preconceito, mas isso não explica o preconceito nas escolas brasileiras. Os Estudos foram realizados em 501 escolas com alunos, pais dos alunos, professores e funcionários da rede pública do País.

Leia mais informações sobre: Como denunciar preconceito racial

O preconceito em números

Grandes personalidades já sofreram com este problema (Foto: Exame/Abril)

Grandes personalidades já sofreram com este problema (Foto: Exame/Abril)

Concluíram diante dessa pesquisa, citada acima, que 99,3% dos entrevistados têm algum tipo de preconceito e que mais de 80% desejam manter distância social de portadores de necessidades especiais, homossexuais, pobres e negros. Desse total, 96,5% sente preconceito em relação a pessoas com deficiência e 94,2% na etno-racial

A sociedade é preconceituosa, a escola não é a única a ter esse tipo de ato discriminante. Segundo a pesquisa, as discriminações são tão grandes e profundas que quase chegam a caracterizar a nossa cultura.

Outra pesquisa

O preconceito vai além da escola (Foto: Exame/Abril)

O preconceito vai além da escola (Foto: Exame/Abril)

Uma outra pesquisa, a Preconceito e Discriminação no Ambiente Escolar, feita pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) a pedido do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) revela que 96,5% dos entrevistados têm preconceito com relação a portadores de necessidades especiais, 94,2% têm preconceito étnico-racial, 93,5% de gênero, 91% de geração, 87,5% socioeconômico, 87,3% com relação à orientação sexual e 75,95% têm preconceito territorial. O pior disso tudo é que mais de 18,5 mil pessoas foram entrevistadas e a realidade é esta e foi divulgada pela Agência Brasil.

Continuar Lendo  Cursos Gratuitos do Pronatec Araraquara 2012

Leia mais informações sobre: Descubra como agir em situações de preconceito

Projetos para solucionar ou amenizar o problema

Escola é lugar de educação, de aprendizado e respeito. É um espaço para todos!

Escola é lugar de educação, de aprendizado e respeito. É um espaço para todos!

A partir desse estudo os orgãos envolvidos pensam em criar projetos para extinguir preconceitos, principalmente em escolas. Haverá cursos direcionados para a equipe escolar, mas isso leva tempo para obtenção de resultados concretos. Os preconceitos existem e sempre existirão, mas quando será extirpado da sociedade e da convivência entre seres humanos (é o que todos somos)?

O importante de fato não são pesquisas específicas, mas sim a promoção do respeito mútuo independentemente de qualquer coisa. Quer mais dicas sobre esse tema? Confira nossos outros artigos e fique bem informado aqui no Mundo das Tribos!

Top