Pele descamando: como resolver o problema

A descamação da pele é um problema bastante comum e que, com algumas medidas muito simples, pode ser facilmente solucionado. Confira algumas dicas de…

A descamação da pele é um problema bastante comum e que, com algumas medidas muito simples, pode ser facilmente solucionado. Confira algumas dicas de beleza e entenda como resolver o problema de pele descamando.

A descamação da pele é um problema bastante comum. (Foto: divulgação)

Por que a pele descama

Para entender a descamação da cútis é preciso compreender sua constituição. A pele é formada por três camadas, a mais superficial, chamada de epiderme; a cama média, chamada de derme, e a porção mais interna, denominada hipoderme. Cada uma dessas estruturas é importantíssima, pois oferece um tipo de proteção especial e são constituídas por células que estão em constante mudança.

A descamação da pele ocorre devido ao desprendimento de células da epiderme, que é inteiramente renovada a cada 28 dias. A substituição das células é influenciada por inúmeros fatores, como a hidratação cutânea, ação mecânica sobre a cútis, exposição solar entre outras. Portanto, de maneira geral a pele descascando é um problema temporário, que tende a se resolver em poucos dias.

Entretanto, existem algumas exceções, como no caso de infecções cutâneas, uso de medicação ou doenças hereditárias, que necessitam de uma investigação mais minuciosa e merecem uma consulta com médico especialista.

Causas para a descamação da pele

Entre as causas mais prováveis de descamação da pele é possível destacar:

  • Transpiração devido o uso de luvas ou botas muito apertadas;
  • Rompimento de bolhas;
  • Erupções cutâneas;
  • Pele ressecada e exposta ao frio intenso;
  • Excesso de exposição solar;
  • Doenças genéticas.

Manter uma boa hidratação da pele é fundamental. (Foto: divulgação)

Como resolver esse problema

Confira algumas dicas caseiras de medidas que podem ser tomadas para acelerar o processo de cura:

  • O que fazer para combater a descamação da pele
    • Cortar as pontas soltas de descamação da pele, evitando que a ocorrência de acidentes e o aparecimento de lesões mais graves;
    • Fazer uma imersão em banho de aveia;
    • Ingerir muita água ao longo do dia (cerca de 10 a 12 copos diários);
    • Usar protetor solar antes de se expor ao sol;
    • Dar preferência para sabonetes com fórmulas mais suaves e textura macia.
  • Medidas que devem ser evitadas
    • O passo mais importante para evitar agravos é resistir à tentação de ficar cutucando a região que está descascando. A manipulação da pele fragilizada pode resultar em maiores danos, como infecção local e até mesmo a formação de cicatrizes permanentes;
    • Apesar de serem deliciosos, é preciso evitar tomar banhos muito quentes e demorados, pois a alta temperatura acaba removendo a camada de gordura, que protege a pele;
    • Evite a exposição solar nos horários de maior taxa de irradiação ultravioleta, ou seja, entre as 11 da manhã e as 16 horas.

A exposição solar inadequada é uma das principais causas de descamação. (Foto: divulgação)

A descamação cutânea é um problema bastante comum, que na maioria das vezes é autolimitado e melhora sem a necessidade de grandes intervenções. Vale a pena lembrar da importância de procurar auxílio médico caso o problema persista.

Leia Também:  Esmaltes metalizados: dicas para usar, produtos

Top