Os piores países para os homossexuais

Os piores países para os homossexuais

De acordo com uma pesquisa sobre direitos humanos, feita pelo Departamento de Estados dos Estados Unidos, é ilegal ser gay em, no mínimo, 40…

Por Editorial MDT em 15/10/2012

De acordo com uma pesquisa sobre direitos humanos, feita pelo Departamento de Estados dos Estados Unidos, é ilegal ser gay em, no mínimo, 40 países do planeta. As penalidades aplicadas variam, mas podem ser multas, prisões e em casos extremos até a pena de morte. Confira quais são os piores países para quem é homossexual:

Os piores países para os homossexuais

Irã

O Irã faz parte da lista dos piores países para os homossexuais viverem. Pela lei, a atividade sexual entre pessoas do mesmo sexo é considerada crime e a condenação pode ser até a morte. Se o casal gay for formado por um não-muçulmano e um muçulmano, a pena é maior para o primeiro. Em 2011, três pessoas foram mortas mediante a acusação de sodomia. No país, há uma unidade do Poder Judiciário que se responsabiliza pelo monitoramento de “crimes morais” em sites e até casas.

No Irã, homossexuais podem ser condenados à morte (Foto: divulgação)

 

Tunísia

De acordo com o código penal, relações entre pessoas do mesmo sexo são ilegais, na Tunísia. Mas na prática, não se conhecem casos de pessoas presas por isso. A discriminação, por sua vez, ocorre, até mesmo por parte de policiais que acusam gays de serem transmissores de HIV e os prendem o que faz da Tunísia uma das piores nações para homossexuais.

Discriminação aos gays é grande na Tunísia (Foto: divulgação)

 

Egito

Homossexuais são discriminados no trabalho e na sociedade egípcia, o que torna mais difícil que se reúnam para lutar por seus direitos. O ato sexual entre pessoas do mesmo sexo não é criminalizado, mas a polícia do país pode prender gays pela acusação de “libertinagem”, o que torna a nação também um dos piores países para homossexuais morarem.

No Egito, gays podem ser presos por "libertinagem" (Foto: divulgação)

 

Uganda

Uma lei do período colonial criminaliza homossexuais com penas que podem chegar à prisão perpétua. Prisões são efetuadas por outros crimes como “práticas indecentes” e a discriminação impede que gays tenham direito a utilizar o serviço médico.

Uganda (Foto: divulgação)

 

Jamaica

A Jamaica é um dos piores países para os homossexuais. Atos considerados como de “indecência grosseira” podem ser punidos com até dez anos de prisão. Além de a sociedade ser homofóbica, gays estão sujeitos a ataques e aos chamados “sequestros corretivos”. Investigações não costumam ser feitas.

Na Jamaica, gays estão sujeitos a ataques e até sequestros (Foto: divulgação)

 

Emirados Árabes

Nos Emirados Árabes, gays podem ser submetidos a aconselhamento e tratamento psicológico. Homens que se vestem como mulheres, ou o contrário, podem ser punidos por ofensa.

Emirados Árabes (Foto: divulgação)

 

Rússia

Paradas anti-gays são realizadas em Moscou, na Rússia, mas paradas gays estão proibidas. Homossexuais chegam a ocultar sua orientação sexual para evitar represálias, atos violentos e até serem demitidos de seus empregos.

Preconceito na Rússia faz com que gays se "escondam" (Foto: divulgação)

 

Não deixe de ler: Conheça os famosos que assumiram a homossexualidade

Casais gays famosos: fotos

Top