Novo teste rápido de hanseníase

Um teste rápido de hanseníase foi desenvolvido para diagnosticar a doença o quanto antes e tornar o tratamento mais eficaz. O produto, que em…

Por Isabella Moretti em 28/02/2013

Um teste rápido de hanseníase foi desenvolvido para diagnosticar a doença o quanto antes e tornar o tratamento mais eficaz. O produto, que em breve estará disponível aos pacientes de todo o Brasil, resulta do trabalho de cientistas brasileiros e americanos.

O novo teste de hanseníase é rápido, barato e fácil de ser usado. (Foto:Divulgação)

Saiba mais: Hanseníase: causas, sintomas e tratamento

O teste rápido de hanseníase: como funciona

O teste de hanseníase é capaz de detectar de forma rápida a infecção causada pela bactéria Mycobacterium leprae. Os pesquisadores responsáveis pelo teste garantem ainda que o método de diagnóstico é simples, ágil e barato.

O novo teste de hanseníase é muito mais fácil do que o convencional, pois ele não requer uma incisão na pele e nem a análise da bactéria em um microscópio. O método lançado recentemente funciona como um teste de gravidez e requer apenas uma gota de sangue para que o diagnóstico possa ser feito.

Após remover a gota de sangue, basta inseri-la em um recipiente com uma fita plástica, junto com três gotas de uma solução específica. O método mostra o resultado como um teste de farmácia: duas fitas revelam um diagnostico positivo de hanseníase.

A doença pode ser diagnosticada através de uma gota de sangue. (Foto:Divulgação)

Os pesquisadores responsáveis pelo teste rápido de hanseníase garantem que a facilidade de uso é uma característica muito importante do produto, afinal, nem todos os locais onde a doença tem maior prevalência possuem profissionais treinados para realizar o teste convencional.

Existe ainda uma forte crença de que o teste rápido de hanseníase vai ajudar a detectar a doença precocemente, ou seja, antes mesmo que os sintomas se manifestem. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já aprovou o novo teste e o preço máximo previsto é de US$ 1.

Sobre a hanseníase

Muitos consideram a hanseníase como uma doença do passado, mas ela ainda faz vítimas em todo o mundo. Estima-se que 250 mil novos casos são diagnosticados por ano. Na lista dos países com maior incidência da doença, o Brasil ocupa o segundo lugar, perdendo apenas para a Índia em números de doentes.

A mancha de pele sem sensibilidade é um sintoma da hanseníase. (Foto:Divulgação)

A hanseníase é causada por uma bactéria chamada Mycobacterium leprae, transmitida pelo ar. Os micro-organismos costumam se espalhar pelas partes mais frias do corpo, como mãos, pés, bochechas e orelhas.

Os sintomas da hanseníase são sensação de formigamento, dormência nas extremidades, manchas brancas e perda da sensibilidade em algumas partes do corpo. Nos casos mais graves, a hanseníase causa lesões nos nervos e órgãos. Os sinais podem ser confundidos com outras doenças, como psoríase e lúpus.

Quanto mais cedo à hanseníase for diagnosticada, mais eficaz é o tratamento. O médico normalmente combina três medicamentos capazes de atacar a bactéria causadora da doença e proporcionar a cura definitiva.

Veja também: Teste rápido para sífilis SUS SP

Top