No fim, Corinthians é derrotado pelo lanterna América-MG e perde a chance de disparar na ponta

A zebra deu o ar da graça em Uberlândia, na tarde deste domingo. De maneira surpreendente, o lanterna América Mineiro derrotou o Corinthians por…

Técnico Tite lamenta o revés do Timão contra o América Mineiro

A zebra deu o ar da graça em Uberlândia, na tarde deste domingo. De maneira surpreendente, o lanterna América Mineiro derrotou o Corinthians por 2 a 1 e ainda respira na luta contra o rebaixamento. Por sua vez, mesmo com a derrota, o Timão permanece na liderança do Brasileirão, mas desperdiçou a chance de aumentar a vantagem para o segundo colocado Vasco.

Em uma tarde para ser esquecida, o Corinthians jogou muito mal e não conseguiu colocar em prática sua superioridade técnica. Apesar de atuar com o estádio lotado por corintianos, a equipe paulista abusou do direito de errar e viu o América ter mais disposição para chegar à vitória. Fábio Júnior, de pênalti, e Amaral, com um gol de falta aos 43 da etapa final, garantiram os três pontos para o Coelho. Chicão, de pênalti, descontou para o Timão.

Com o resultado, o Corinthians continua com 58 pontos, mesma pontuação do Vasco, mas ainda permanece na ponta por conta do número de vitórias.

Tudo igual na primeira etapa em Uberlândia

O confronto entre Corinthians e América Mineiro começou bastante truncado no meio de campo. Com as duas equipes bem postadas no setor defensivo, paulistas e mineiros encontravam bastante dificuldade para criar jogadas ofensivas e penetrar na zaga adversária.

Aos 10 minutos, o volante Paulinho conseguiu realizar uma boa jogada individual pelo lado direito, foi na linha de fundo e cruzou para Liedson, mas o zagueiro Anderson se antecipou ao atacante corintiano e o impediu de concluir em gol.

Com maior volume de jogo, o Corinthians se soltou em campo e começava a ameaçar o gol do América. Aos 12, Alex cruzou para Liedson, dentro da área, mas o atacante pegou fraco na bola e finalizou nas mãos do goleiro Neneca.

Leia Também:  Torcida do Timão já adquiriu mais de 60 mil ingressos

A resposta do América veio aos 16, com Rodriguinho. Da intermediária, o meia americano arriscou, acertou o ângulo, mas Julio César estava lá para salvar o Timão.

Aos 25, o lateral Fábio Santos quase marcou um belo gol. Fábio saiu em velocidade pelo lado esquerdo, invadiu a área e finalizou colocado, no canto direito, mas o goleiro Neneca voou na bola para evitar o primeiro gol do Corinthians.

O América Mineiro cresceu na partida e passou a trocar passes com qualidade no campo de ataque. O resultado veio aos 32. Marcos Rocha levantou a bola na área, o atacante Kempes se enroscou com o zagueiro e o árbitro assinalou o pênalti. Fábio Junior bateu com categoria e abriu o placar para o Coelho.

O Corinthians deu o troco na mesma moeda. Aos 43, o atacante Emerson partiu para a jogada individual dentro da área, foi puxado pelo volante Amaral e sofreu pênalti. Na cobrança, Chicão deixou tudo igual no Parque do Sabiá.

América marca no fim e garante a vitória

O Corinthians voltou com um posicionamento um pouco mais adiantado em campo e decidido a conquistar a vitória. Tanto que logo aos seis minutos, Emerson quase marcou. O atacante recebeu a bola dentro da área, encheu o pé, mas mandou por cima do gol.

A partir dos dez minutos, a equipe do América se soltou mais no jogo e tentava ameaçar o gol corintiano, principalmente por meio dos avanços do lateral Thiago Carleto pela faixa esquerda do campo. Kempes e Rodriguinho, com boa movimentação, davam opções ao ataque do Coelho.

As duas equipes congestionaram o setor de meio de campo e dificultavam a vida dos organizadores das jogadas. O Coelho permanecia com a bola nos pés, trocava passes de um lado para o outro, mas não conseguia ser efetivo no ataque. Já o Timão pecava no último passe e não encontrava espaços para superar a zaga americana.

Leia Também:  Em jogo emocionante, Cruzeiro e São Paulo ficam no 3 a 3 e empacam na tabela de classificação

Totalmente desorganizado em campo, o Corinthians sofria para chegar ao gol do América. Por sua vez, em uma das poucas chegadas ao ataque, a equipe mineira marcou o segundo gol, aos 43. O volante Amaral bateu falta da entrada da área, com força, e superou o goleiro Júlio César: 2 a 1 Coelho.

Na resposta corintiana, Emerson invadiu a área, chutou cruzado, Neneca salvou e garantiu os três pontos para o América Mineiro.

Top