Mudanças no corpo masculino relacionadas a testosterona

A testosterona é o principal hormônio do organismo masculino, pois influencia no comportamento, nas características físicas e também no desempenho sexual. Saiba mais sobre…

Por Editorial MDT em 19/03/2013

A testosterona é o principal hormônio do organismo masculino, pois influencia no comportamento, nas características físicas e também no desempenho sexual. Saiba mais sobre o assunto e veja as mudanças no corpo masculino relacionadas à testosterona.

A agressividade pode ser provocada pelo excesso de testosterona masculina. (Foto: divulgação)

Testosterona masculina

A testosterona é um hormônio essencial para o funcionamento do organismo. Apesar dela estar presente em maiores quantidades nos homens, também pode afetar o organismo das mulheres. Segundo especialistas, conhecer as funções desempenhadas por esse hormônio e as consequências da desregulação dos seus níveis, é essencial para prevenir problemas de saúde, que podem afetar o individuo tanto fisicamente quanto psicologicamente.

De forma geral, a testosterona é a principal responsável pelas características sexuais secundárias no homem, como alteração da voz, crescimento dos pelos e aumento da massa muscular. Qualquer alteração nessas áreas pode indicar um problema.

A testosterona aumenta o desejo sexual. (Foto: divulgação)

Veja também deficiência da testosterona em homens, sintomas

Mudanças no corpo masculino relacionadas a testosterona

1. Agressividade: segundo especialistas a testosterona pode provocar agressividade que está com os níveis acima do normal. Tudo isso porque ela atua no sistema nervoso. Quando há grandes quantidades desse hormônio, o humor masculino é alterado;

2. Pelos: o crescimentos dos pelos em determinadas áreas está relacionado a produção de testosterona, tanto para os homens quanto para as mulheres.  Eles começam a ser produzidos por volta dos 12 anos de idade, aparecendo no rosto, tronco, virilha, nádegas, braços e pernas. Por isso, os pelos que crescem ali são chamados de independentes;

3. Calvície: existe um mito criado em relação a calvície ser provocada pelo aumento da testosterona. Entretanto, o que está relacionado a queda de cabelo é a diidrotestosterona, que se trata de uma transformação da testosterona. Esse hormônio provoca a queda dos cabelos nos homens e sua produção depende de fatores locais do couro cabeludo e não quantidade de testosterona presente;

4. Massa muscular: a testosterona influencia muito na presença dos músculos masculinos. Por volta dos 12 anos, os meninos começam a ficar mais fortes e ganham massa muscular. Isso pode aumentar ainda mais por volta dos 20 e 30 anos de idade, quando os homens aumentam ainda mais a testosterona no sangue;

5. Sexo:o desejo sexual e o desempenho também estão relacionados à testosterona. Os homens com menor quantidade de testosterona tem menor desejo sexual e consequentemente menor desempenho. Além disso, o excesso desse hormônio pode provocar atrofia dos testículos, diminuindo as chances de ter vida sexual ativa.

O aumento da massa muscular é proveniente da testosterona. (Foto: divulgação)

Veja também alimentos que aumentam a testosterona 

A testosterona é um hormônio presente tanto no sexo masculino quanto feminino, porém no primeiro em maior quantidade. Ela é essencial para o funcionamento do organismo masculino e desempenha várias funções. É através da testosterona que os homens possuem maior massa muscular, desejo sexual, se tornam mais agressivos e adquirem os pelos. É preciso ficar atento para os níveis de testosterona masculinos para que sejam regulados e não causem problemas.

Top