Mitos e verdades sobre linfoma

O linfoma é um tipo de câncer que se origina de células denominadas linfócitos. Estes são células essenciais para que o sistema imunológico (de…

O linfoma é um tipo de câncer que se origina de células denominadas linfócitos. Estes são células essenciais para que o sistema imunológico (de defesa) funcione de forma adequada. No entanto, assim como todas as células do nosso corpo, é necessário que elas sofram diferenciações, até atingir a fase adulta. O problema é que em algum momento e por algum motivo, as divisões podem se tornar desenfreadas, colaborando com o desenvolvimento do linfoma. Conheça abaixo alguns mitos e verdades sobre o linfoma.

As ínguas podem ser um dos primeiros sinais clínicos do linfoma. (Foto: divulgação)

Mitos e verdades sobre o linfoma

O linfoma é um tipo de câncer que pode ocasionar diversos problemas à saúde do indivíduo. Isso porque ele afeta as principais células de defesa do corpo, deixando o organismo vulnerável a qualquer infecção. No entanto, ainda surgem diversas dúvidas a respeito dessa doença tão avassaladora.

  • Linfoma é um termo utilizado apenas para descrever um tipo de doença

Mito – o termo linfoma é utilizado para referir um grande grupo de canceres, segundo especialistas, mais do que 50 subtipos. Todos eles apresentam a mesma fisiopatologia (acometem os linfócitos), porém apresentam uma forma específica de manifestações clinicas e laboratoriais.

  • O linfoma se manifesta devido a alterações genéticas

Verdade – na maioria dos casos de linfoma, ele é produto de algumas alterações genéticas que acometem as células de defesa. No entanto, alguns fatores externos como as infecções crônicas também podem colaborar com o desenvolvimento da doença.

Conheça alguns mitos e verdades sobre o linfoma. (Foto: divulgação)

  • As ínguas podem ser um dos primeiros sinais de linfoma

São diversas as manifestações clínicas que acometem um indivíduo com linfoma. No entanto, entre as principais estão o aumento dos linfonodos, conhecidos popularmente como ínguas. Esses são localizados no pescoço, nas axilas e na região inguinal, dentre outros locais.

  • O diagnostico de linfoma é tardio
Leia Também:  Cardigãs inverno 2013: modelos, dicas

Mito – através das manifestações clínicas do individuo, associado a realização de exames complementares, é possível diagnosticar o linfoma. Entre eles, podemos citar a retirada cirúrgica do linfonodo aumentado para que seja visualizado no microscópio. Além disso, a pessoa também pode passar por exames de medula óssea e exames de imagem, como a tomografia computadorizada.

O linfoma pode acometer pessoas em qualquer faixa etária. (Foto: divulgação)

O linfoma é uma doença muito grave e que necessita de diagnóstico imediato. Após conhecer alguns mitos e verdades sobre o linfoma, e diante de suas manifestações, é importante buscar a orientação de um especialista para iniciar de forma precoce o tratamento. 

Top