Minha Casa Minha Vida com nova faixa de renda 2015

Minha Casa Minha Vida com nova faixa de renda 2015, é o que afirma Inês Magalhães, secretária nacional de Habitação do Ministério das Cidades.…

Minha Casa Minha Vida com nova faixa de renda 2015, é o que afirma Inês Magalhães, secretária nacional de Habitação do Ministério das Cidades. De acordo com ela, a terceira etapa do programa deverá priorizar as famílias com renda mensal entre R$ 1.200 e R$ 2.400.

Minha Casa Minha Vida com nova faixa de renda 2015 (Foto Ilustrativa)

Previsto para ser lançado nesse segundo semestre de 2015, o Minha Casa Minha Vida 3 poderá ter uma nova faixa de renda para os financiamentos da casa própria, beneficiando as pessoas que se encaixam nos rendimentos mensais citados.

Atualmente, o programa possui três faixas de renda, sendo a primeira para pessoas com renda mensal familiar de até R$ 1.600, a segunda para quem recebe até R$ 3.275 por mês e a terceira para rendas de até R$ 5.000 mensais.

Minha Casa Minha Vida – cadastro no programa

Minha Casa Minha Vida com nova faixa de renda 2015

A nova faixa de renda vai beneficiar famílias com renda mensal entre R$ 1.200 e R$ 2.400 (Foto Ilustrativa)

Nessa nova faixa de renda do programa Minha Casa Minha Vida 2015, que deverá se chamar “Faixa 1 – FGTS”, a família interessada em solicitar o financiamento da casa própria, disponibilizado pelo governo federal, poderá comprometer até 27,5% da sua renda mensal.

A contrapartida dos governos estadual ou municipal (ou da poupança), na nova etapa do Minha Casa Minha Vida segundo semestre 2015, será de 20% do valor do imóvel. Caso uma família com renda mensal de R$ 1.600 queira comprar um imóvel de R$ 135.000, por exemplo, o subsídio seria de R$ 45.000.

Milhares de famílias já foram beneficiadas pelo programa de habitação do governo (Foto Ilustrativa)

Como funciona o programa Minha Casa Minha Vida

Leia Também:  Casa Paulista: Agência Paulista de Habitação Social

De acordo com a secretária nacional de Habitação do Ministério das Cidades, esse ajuste se faz necessário por causa da alta demanda na faixa 1 atual, que concentra as contratações do financiamento por famílias que recebem de R$ 800 a R$ 900 mensais. Dessa forma, a nova faixa intermediária ajudaria a reduzir as prestações destas famílias.

Para serem válidas, essas novas regras do Minha Casa Minha Vida precisam ser incluídas no projeto de lei que o governo federal enviará ao Congresso.

As metas do programa Minha Casa Minha Vida 3

A nova etapa do Minha Casa Minha Vida deve ser lançada nesse segundo semestre (Foto Ilustrativa)

Anunciado pela presidente Dilma Rousseff há cerca de um ano, o programa Minha Casa Minha Vida 3, que deve ser lançado em breve, tem como objetivo construir pelo menos 3 milhões de novas unidades habitacionais até o ano de 2018.

Simulador financiamento Caixa – Minha Casa Minha Vida

Essa nova fase do programa habitacional do governo também deve incluir uma agenda sustentável, adotando medidas para aumentar a economia de água e luz nos empreendimentos.

Leia mais sobre esse e outros assuntos navegando pelo Mundo das Tribos.

Top