Legumes auxiliam no controle da glicose do sangue

Uma pesquisa, desenvolvida pela Universidade de Toronto, no Canadá, descobriu que os legumes auxiliam no controle da glicose do sangue. Sendo assim esta categoria…

Uma pesquisa, desenvolvida pela Universidade de Toronto, no Canadá, descobriu que os legumes auxiliam no controle da glicose do sangue. Sendo assim esta categoria de alimentos é muito recomendada para compor a dieta das pessoas que sofrem com diabetes tipo 2. Os resultados do estudo foram divulgados na revista Archieves of Internal Medicine.

Veja também: Alimentos que ajudam a manter o controle da diabete

Pesquisa canadense descobre que os legumes auxiliam no controle da glicose do sangue. (Foto:Divulgação)

O consumo de legumes evita o agravamento da diabetes

Para chegar à conclusão de que o consumo de legumes favorece o controle de açúcar no sangue, os pesquisadores avaliaram 121 pacientes, todos diagnosticados com diabetes tipo 2, uma doença crônica na qual o indivíduo cria uma resistência à insulina. Estima-se que em média 80% das pessoas com diabetes tipo 2 são obesas.

Os participantes do estudo foram divididos em dois grupos para fazer as comparações e obter os resultados. O primeiro aderiu uma dieta com baixa carga glicêmica, além do que foram incentivados a aumentar a ingestão de legumes (ao menos 190 gramas por dia). As pessoas do segundo grupo também adotaram um cardápio diário com pouco açúcar, mas foram aconselhados a aumentar a ingestão de alimentos integrais, pois são ricos em fibras.

A dieta com baixa carga glicêmica, aliada ao consumo de legumes, mantém o controle da diabetes tipo 2. (Foto:Divulgação)

Os pacientes diabéticos seguiram as recomendações dos pesquisadores durante três meses. Depois de analisar as informações coletadas, constatou-se que o alto consumo de legumes mantém o controle da glicemia e também reduz a pressão arterial. Os participantes que consumiram mais fibras apresentaram melhoras, mas em um nível bem inferior.

Leia Também:  Gravidez Gemelar: cuidados e tipos

Além de controlar o açúcar no sangue, a dieta com baixo teor glicêmico quando aliada à ingestão de legumes também diminui os fatores de risco que desencadeiam a doença coronariana, uma patologia no qual o transporte que leva sangue ao músculo cardíaco é bloqueado, parcialmente ou por completo.

Hábitos como tabagismo, sedentarismo e obesidade podem piorar o quadro da pessoa que sofre de diabetes tipo 2 e não consegue adequar a alimentação.

O diabético precisa ter muito cuidado com a sua alimentação. (Foto:Divulgação)

Os pesquisadores canadenses acreditam ainda que os resultados do estudo podem servir de incentivo para campanhas de conscientização e medidas a favor da saúde.

Como funciona a dieta com baixa carga glicêmica

A dieta com baixa carga glicêmica é caracterizada pelo consumo de alimentos com baixa quantidade de açúcar. Para manter a glicemia controlada, as pessoas devem evitar frutas em calda, açúcar branco, batatas, pães, farinha branca, carboidratos processados, entre outros alimentos. Basicamente a dieta com baixa carga glicêmica é composta por 40% de carboidratos; 40% de gordura; e 20% de proteína.

Saiba mais: Dieta com baixa carga glicêmica é melhor para manter o peso

Top