Lâmpadas para cada ambiente: como escolher

A iluminação se apresenta como um dos aspectos mais importantes na hora de decorar. É através dela que os ambientes da casa ganham visibilidade…

Por Isabella Moretti em 23/02/2012

É natural ficar em dúvida no projeto de iluminação residencial

A iluminação se apresenta como um dos aspectos mais importantes na hora de decorar. É através dela que os ambientes da casa ganham visibilidade e até mesmo efeitos que influenciam na estética. Apesar da importância de iluminar a casa, algumas pessoas ainda ficam em dúvida na hora de escolher a lâmpada ideal.

Em primeiro lugar o projeto precisa levar em conta se a área é interna ou externa. Depois, deve considerar a finalidade da iluminação. Outro fator fundamental que não pode ser esquecido é o orçamento disponível para investir na compra das lâmpadas, afinal, alguns modelos são mais caros que outros.

Há várias possibilidades de se trabalhar com a luz dentro de um espaço, sendo ela difusa ou indireta. É importante ressaltar que alguns projetos de iluminação residencial vão além da estética e se tornam funcionais, como é o caso da luz fria ao ser combinada com paredes brancas para causar a sensação de amplitude.

Como escolher a lâmpada certa?

Conheça as características de cada tipo de lâmpada antes de escolher a ideal

A variedade de lâmpadas no mercado é bem expressiva. Mas, antes de comprar um produto, recomenda-se conhecer as características e considerar o custo-benefício do mesmo. Confira:

Lâmpadas incandescentes: aparecem com mais frequência nas casas simples, afinal, são as mais baratas disponíveis a venda. A desvantagem está no fato de consumir mais energia do que os demais tipos de lâmpadas e possuir curta duração. O brilho e a temperatura são considerados mais agradáveis, apesar de possuir no máximo 1000 horas de vida útil.

• Lâmpadas fluorescentes: chegam a ser até 80% mais econômicas do que as lâmpadas normais e se destacam por causa do formato arrojado. Este tipo de produto é ideal para obter uma luz branca e fria, aumentando a claridade das áreas sem consumir mais energia elétrica por causa disso. Uma lâmpada fluorescente dura até 20 mil horas e funciona bem nos ambientes que necessitam de muita luz, como cozinha e escritório.

• Lâmpadas halógenas: apesar de ser incandescente, este produto apresenta maior potência e, conseqeentemente, mais durabilidade. Elas são mais baratas que as fluorescentes e podem ser encontradas a venda em diferentes versões, como Dicróicas (intensa e focalizada), Bipino (difusa e uniforme) e Superspot (alta capacidade para focalizar). A desvantagem de usar halógenas está no fato de incidir muito calor e radiação ultravioleta.

As lâmpadas de Leds são as mais modernas, econômicas e duradouras

• Lâmpadas de Leds: trata-se de uma tecnologia avançada em matéria de iluminação, possuindo ainda alto custo no mercado. A economia gerada na conta de luz é similar a fluorescente, mas a duração é bem maior, chegando a 45 mil horas de vida útil.

Escolha a lâmpada ideal de acordo com as necessidades de cada ambiente e use-a para ressaltar cores, texturas e formas.

Top