Inseminação artificial dicas para quem quer fazer

Inseminação artificial dicas para quem quer fazer. Por muito tempo a inseminação artificial ela foi a única alternativa de gravidez para casais com algum…

Por Redacao em 01/10/2014

Inseminação artificial dicas para quem quer fazer. Por muito tempo a inseminação artificial ela foi a única alternativa de gravidez para casais com algum problema de infertilidade. Aqui no Brasil ele já existe desde a década de 1970. Inseminação Artificial é uma técnica avançada da medicina para criar vida de forma não tradicional, fugindo do coito natural que gera a reprodução da vida. Os espermatozoides masculinos são injetados no sistema reprodutor feminino.

Confira: Sucos que deixam os dentes mais brancos

Inseminação artificial dicas para quem quer fazer - Muitas mulheres sonham em ser mães e diante a isso a ciência nos oferece diversos métodos para conseguir que esse sonho se realize (Foto: Divulgação)

Inseminação artificial dicas para quem quer fazer

Engravidar pode ser muito difícil para muitas mulheres, só para ter uma ideia, 7 em 10 mulheres no Brasil tem endometriose. Uma doença que afeta o útero e a fertilidade. Ainda que seja difícil, a tecnologia nos trouxe maneiras de realizar esse sonho de ser mãe para todas. Está pensando em fazer este procedimento? Confira Inseminação artificial dicas para quem quer fazer:

Leia também: As diferenças entre os probióticos e prebioticos 

Confira dicas que vão te ajudar a entender melhor o que envolve esse procedimento (Foto: Divulgação)

  1. É importante analisar sua situação financeira pois o procedimento não é lá muito barato e você pode ter que fazer mais de uma vez até conseguir.
  2. Você pode fazer a inseminação artificial pelo SUS mas apenas oito hospitais oferecem o tratamento e é preciso checar pois alguns são totalmente custeados pelo governo outros parcialmente:  Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira, Hospital Regional da Asa Sul (HRAS), Hospital das Clínicas da UFMG, de Belo Horizonte, Hospital Pérola Byington, Hospital das Clínicas de São Paulo, Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, Hospital Nossa Senhora da Conceição, Porto Alegre, Hospital das Clínicas de Porto Alegre
  3. A inseminação artificial é mais barata que a fertilização “in vitro” em clínicas particulares.
  4.  Os valores, em média, giram em torno de R$ 2,5 a R$ 4 mil. Por outro lado, as chances de gravidez são de 15% a cada tentativa, probabilidade menor do que o outro processo.
  5. A fertilização in vitro, por sua vez, pode custar de R$ 6 a 15 mil, sem contar com os custos de medicamentos. Em contrapartida, as chances de gravidez podem variar de 30 a 50%, ou seja, teoricamente é um método mais eficaz.

Tipos de inseminação artificial

Ainda dentro da Inseminação artificial dicas para quem quer fazer, precisamos entender melhor esse assunto. Muitas pessoas confundem inseminação artificial com fertilização “in vitro”. Na fertilização “in vitro”, o óvulo feminino é fecundado por espermatozoides fora do corpo da mulher, sendo, depois de fecundado, implantado no seu útero. Já na inseminação artificial, os espermatozoides são introduzidos no interior do útero feminino, a fim de fecundarem o óvulo, não sendo necessária a retirada dos óvulos do seu corpo.

Esse método normalmente é indicado para casais com alguma leve alteração nos espermatozoides (como gametas lentos ou com dificuldades de movimentação), para casos de alteração no útero, como uma endometriose leve ou mesmo quando não há uma razão aparente para a infertilidade.

Antes de optar por algum procedimento, é importante entender como ele funciona (Foto: Divulgação)

A inseminação artificial também pode ser feita com espermatozoides doados em casos em que o parceiro da mulher não os possui no seu sêmen ou no caso de casais homoafetivos. Existem dois tipos de inseminação artificial:

Leia mais: Os melhores calmantes naturais 

Na inseminação artificial intracervical, o esperma é injetado no cérvix através de uma seringa. Esse método reproduz a forma como o esperma é depositado pelo pênis, no cérvix, no momento da ejaculação. Na inseminação artificial intrauterina, os espermatozoides passam por um “tratamento”, no qual somente os que estão aptos a fertilizar permanecem. Feito isso, os espermatozoides são depositados diretamente no útero, após a fêmea passar por um tratamento que induz a ovulação.~

 

Top