Inscrições Jovem Aprendiz Caixa Econômica 2018

Estão abertas as inscrições Jovem Aprendiz Caixa Econômica 2018, programa que oferece oportunidades para os jovens interessados em atuar como aprendizes de um dos maiores bancos do país.

Inscrições Jovem Aprendiz Caixa Econômica 2018 (Foto Ilustrativa)

Realizado em parceria com o Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), esse programa de aprendiz deve disponibilizar pelo menos 1.000 vagas ao longo do ano, em todo o Brasil, fazendo a capacitação de jovens para o mercado de trabalho.

E além da capacitação profissional, o programa também estimula a prática da cidadania e de valores éticos, contribuindo para o crescimento pessoal dos participantes, que poderão adquirir bastante experiência para futuras atuações.

Jovem Aprendiz Caixa Econômica 2018

O Programa de Aprendiz Caixa proporciona conhecimentos práticos e teóricos necessários ao desempenho de uma profissão, incluindo a participação em cursos profissionalizantes gratuitos, ministrados por instituições parceiras do banco.

A capacitação profissional oferecida pelo programa é na área de Serviços Bancários e Administrativos, e os contratados para as vagas de aprendiz Caixa podem praticar os conhecimentos adquiridos em sala de aula atuando em uma das agências da CEF.

Ou seja, participar desse programa é uma ótima pedida para quem pretende trabalhar na Caixa, já que os aprendizes têm a possibilidade de conhecer toda a rotina de uma agência bancária, ganhando experiência para futuras atuações.

O Programa Adolescente Aprendiz Caixa, como o projeto também é conhecido, oferece benefícios como bolsa-auxílio de um salário mínimo, vale-transporte, auxílio-alimentação, férias e FGTS (2%). A jornada diária é de 6 horas.

Inscrição

Para se inscrever no Programa  é preciso ter o seguinte perfil:

  • Idade entre 14 anos e 6 meses e 16 anos incompletos;
  • Estar cursando, no mínimo, o 9º ano do ensino fundamental ou cursos EJA;
  • Ter renda familiar per capita de até 50% do salário mínimo.

As inscrições para aprendiz CEF podem ser feitas através do site www.ciee.org.br, onde você encontra maiores detalhes a respeito do programa (local das vagas, processo seletivo, prazos, etc).

Maiores informações sobre as vagas aprendiz também estão disponíveis no site do Aprendiz Caixa e através do telefone 0800-726-0101.

10 motivos para ser um jovem aprendiz Caixa

Os programa de jovem aprendiz, como o da Caixa, trazem inúmeros benefícios. Se você pretende se inscrever em um deles, confira algumas das vantagens.

1) Mercado de Trabalho

Primeiro sempre é desafiador, mas quem faz parte do programa ingressa no mercado de trabalho com muito apoio e auxílio, já que inicia sendo uma espécie de estagiário e pode crescer profissionalmente.

2) Qualificação profissional

Muitos jovens ainda não optaram por qual carreira seguir, mas se começaram a trabalhar desde cedo terão oportunidade de aprimorar o conhecimento e qualificação profissional.

3) Possibilidade de efetivação

Muita gente é contratada após fazer o programa de aprendiz. Isso ocorre a partir do empenho dentro da instituição e se for notório, com certeza terá grandes oportunidades, pois já conhece o esquema de trabalho da empresa.

4) Base para estudos

É trabalhando por meio do programa que o estudante pode, desde cedo, ter acesso a tudo que deseja, seja comprar um videogame ou até mesmo juntar dinheiro para a faculdade.

5) Convênios

Muitas empresas fazem convênios de saúde e isso é bom para quem antes não tinha acesso à serviços de qualidade. Por isso, use essa ferramenta sempre que for necessário, cuide da sua saúde e trabalhe com dedicação.

6) Todos ganham com sua contratação

Contratar um jovem aprendiz é extremamente importante para todos, a começar pela empresa, que além de custos reduzidos, demonstra ali sua preocupação com a capacitação profissional. Para o país, o jovem pode ser melhor preparado para o mercado de trabalho. Para você, todas as vantagens que citamos acima.

7) Profissionais para instruir

Quem está começando no mercado de trabalho tem muitas dúvidas, mas pode ficar tranquilo, pois você contará com o apoio de um profissional para orientar, mostrar os caminhos e como lidar com os desafios que ainda virão.

8) Carga horária

Quem estuda pode ter no máximo 6 horas por dia de jornada de aprendiz, ao contrário, sem os estudos, o jovem pode exercer sua função por até 8 horas diárias. Independente disso, esse período é suficiente para você estudar, trabalhar e descansar.

9) Ministério do Trabalho

Ninguém faz um contrato de jovem aprendiz sem seguir as orientações do Ministério do Trabalho. É justamente por este sistema que todos os direitos do jovens aprendizes estão garantidos, constando inclusive o trabalho na carteira profissional. Ao ser contratado, leia bem o contrato e verifique se está tudo certo.

Lembre-se, são seus direitos que estão em jogo e desde cedo é preciso começar a trabalhar pensando nos direitos e deveres que você tem para cumprir.

10) Parcerias importantes

Algumas empresas oferecem o programa jovem aprendiz por conta própria, enquanto outras fazem parcerias com instituições que oferecem o curso profissionalizante, como o Senai. Muitos estudantes procuram o curso porque desejam ingressar no mercado de trabalho e entendem a importância dessa relação da instituição de ensino com a empresa que quer contratar.

Em muitos casos, o que conta é o desempenho do aluno dentro desses dois ambientes, portanto estude e dedique-se ao trabalho, tenha metas e objetivos para alcançar resultados importantes nesta fase inicial da vida.

Leia mais sobre esse e outros assuntos navegando pelo Mundo das Tribos.

Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

302 Comments - Add Comment

Reply