Hostilidade contra médicos cubanos: entenda

Na última segunda-feira, 26 de agosto, os médicos de Fortaleza protestaram contra os colegas cubanos que chegaram ao Brasil para atuar nas oportunidades desprezadas…

Na última segunda-feira, 26 de agosto, os médicos de Fortaleza protestaram contra os colegas cubanos que chegaram ao Brasil para atuar nas oportunidades desprezadas pela maior parte dos profissionais brasileiros. O Programa Mais Médicos tem como objetivo suprir a falta de médicos em várias periferias do Brasil.

Protesto contra médicos cubanos foi visto com maus olhos (Foto: Divulgação)

As vagas foram disponibilizadas preferencialmente para médicos brasileiros. Alguns profissionais do país aceitaram mudança de residência para cidades onde estão faltando profissionais da área, e vão atuar pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Porém, como grande parte das oportunidades não foram preenchidas, o governo buscou médicos estrangeiros, e depois, fez um acordo com o governo de Cuba, trazendo profissionais desse país para atuar no Brasil.

Médicos cearenses chamaram cubanos de escravos e traidores

Os médicos brasileiros alegam que o sistema de saúde nacional não oferece qualidade para o trabalho deles e os salários são defasados. Por meio do Programa Mais Médicos, os salários oferecidos são de R$ 13.000,00 sendo que os cubanos vão receber diretamente do governo de seu país o valor, e o governo brasileiro repassará os 13 mil para Cuba pagar os médicos que estão no Brasil.

Em meio a toda essa divergência, os médicos brasileiros, mais precisamente os de Fortaleza e sua proximidade, se propuseram a fazer uma manifestação e recepcionaram os cubanos no aeroporto com vaias e gritos de palavras como “escravos” e “traidores”.

Ministro da Saúde condenou atitude Alexandre Padilha

Na última terça-feira, Alexandre Padilha disse que a atitude dos profissionais com os médicos estrangeiros foi truculenta e xenófoba. José Maria Pontes, presidente do Sindicato de Médicos do Estado do Ceará (Simec), porém, argumentou que a imprensa distorceu os acontecimentos e afirma que as vaias eram direcionadas aos representantes do Ministério da Saúde, não aos médicos estrangeiros.

Imagem que circulou na internet mostra médico cubano sendo vaiado (Foto: Divulgação)

Repercussão na internet

Não demorou muito para a notícia e imagens dos médicos de Fortaleza protestando no aeroporto e recebendo com vaias os cubanos, ganharam comentários negativos nas redes sociais. Os internautas estão compartilhando as imagens e declarando a sua contrariedade com relação a atitude dos médicos brasileiros.

Leia Também:  Como usar camisa jeans no look sem errar

Top