Histerectomia: o que é, saiba mais

Algumas mulheres já necessitaram realizar a histerectomia, devido a algum problema de saúde. Esse procedimento cirúrgico consiste na retirada do útero, devido a algum…

Por Editorial MDT em 25/02/2013

Algumas mulheres já necessitaram realizar a histerectomia, devido a algum problema de saúde. Esse procedimento cirúrgico consiste na retirada do útero, devido a algum acometimento patológico que possa colocar em risco a vida da paciente. Tendo isso em vista, separamos algumas informações sobre o que é a histerectomia.

Saiba mais sobre o mioma uterino.

São diversas as indicações para a realização da histerectomia. (Foto: divulgação)

Saiba mais sobre a histerectomia

A histerectomia significa a remoção do útero. Em alguns casos, ela pode vir associada ou não a remoção das tubas uterinas ou dos ovários, sendo que isso dependerá da gravidade do problema apresentado pela mulher. A retirada da tuba uterina e do ovário recebe o nome de salpingo-ooforectomia, podendo ou não ser bilateral (retirada de ambos os lados).

Conheça as principais indicações da histerectomia

A histerectomia é uma das cirurgias obstétricas mais realizadas, no mundo. Em geral, ela é indicada quando a mulher recebe o diagnóstico de ser portadora de câncer cervical ou câncer do colo do útero, que pode acometer ou não, os ovários e as tubas uterinas.

No entanto, a histerectomia também pode ser realizada em mulheres que não possuem câncer, mas que apresentam algum tipo de hemorragia uterina ou dor, sintomas esses que estão relacionados a miomas, endometriose, doença inflamatória pélvica, entre outras. Vale ressaltar que a indicação da histerectomia dependerá da gravidade do problema, o que é avaliado por um profissional especializado.

Um número representativo de mulheres já foi submetido à histerectomia. (Foto: divulgação)

Tire suas dúvidas sobre o procedimento cirúrgico da histerectomia

A histerectomia é um procedimento cirúrgico, por isso deve ser realizado sob anestesia geral. São diversos os tipos de histerectomia, assim como a maneira e realizar a operação. A escolha tanto da técnica, quanto do tipo, dependerá do quadro clínico apresentado pela paciente, assim como da experiência do médico.

Conheça os riscos da histerectomia

É importante dizer que nenhuma cirurgia é isenta de riscos, porém alguns procedimentos apresentam mais consequências, quando comparados a outros. A histerectomia é uma cirurgia grande, mas a maioria das mulheres não sofre complicações. Conheça abaixo quais são as consequências pós-operatórias da histerectomia.

  • Hemorragia grave no momento do procedimento cirúrgico;
  • Durante o procedimento pode haver lesão de bexiga, ureteres ou outros órgãos próximos ao útero;
  • Após a cirurgia pode haver infecção que envolve a ferida cirúrgica;
  • Desenvolvimento de coágulos nas veias das pernas ou na pelve (trombose venosa). Em alguns casos, esses trombos podem migrar para os pulmões ou para o cérebro, podendo ser fatais.

    As técnicas cirúrgicas da histerectomia irão variar conforme a experiência do profissional. (Foto: divulgação)

Um número bem representativo de mulheres já foi submetido à histerectomia. Após conhecer mais sobre o que é a histerectomia e caso seja necessário realiza-la, converse com seu médico e tire suas dúvidas a respeito do procedimento. Isso ajuda a ter uma melhor compreensão para a realização da cirurgia.

Conheça os cuidados com a pós curetagem.

Top