Gravidez ectópica: o que é?

Em diversas situações ouvimos falar sobre gravidez ectópica, porém nem sempre reconhecemos seu real significado. A gravidez ectópica é a gestação que ocorre fora…

A gravidez ectópica apresenta as mesmas manifestações de uma gestação normal.

Em diversas situações ouvimos falar sobre gravidez ectópica, porém nem sempre reconhecemos seu real significado. A gravidez ectópica é a gestação que ocorre fora da cavidade uterina. Para sabermos um pouco mais sobre esse problema, separamos algumas informações a respeito.

Compreendendo a gravidez ectópica

A gravidez ectópica é a gestação que acontece fora do útero. Em torno de 95% dos casos, esse tipo de gestação ocorre nas trompas uterinas. Porém, pode se desenvolver em outros locais como, por exemplo, abdômen cervical e ovário. Nenhum dos locais anteriormente citados possui tecido ou espaço adequados para conceber a evolução do embrião. Como resultado, a medida que o bebê se desenvolve, o rompimento dos órgãos em questão é inevitável. Como consequência a mulher apresenta hemorragias severas, colocando sua vida em risco.

Conheça quais as principais causas de uma gravidez ectópica

De forma geral, as causas que podem levar ao desenvolvimento de uma gravidez ectópica incluem os fatores que retardam ou impedem a passagem do zigoto (fecundação do óvulo com o espermatozoide) para a cavidade uterina. Conheça algumas causas:

  • Fatores mecânicos: doenças inflamatórias, tumores, anormalidades do desenvolvimento ou cirurgias sobre as trompas;
  •  Fatores funcionais: diminuição da motilidade das trompas;
  • Envelhecimento;
  • Drogas indutoras da ovulação;
  • Pílulas do dia seguinte.

    Dor abdominal ou na região pélvica durante a gestação pode ser sinal de gravidez ectópica.

Qual a apresentação de uma gravidez ectópica?

Os sinais e sintomas apresentados por uma mulher que apresenta gravidez ectópica são:

  • História de atraso menstrual;
  • Sangramento vaginal anormal;
  • Dor na região da pelve ou abdominal;
  • Presença de massa palpável dolorosa na região de trompas e ovários.

Realização do diagnóstico

Em muitos casos, a gravidez ectópica representa uma emergência cirúrgica, o que justifica seu diagnóstico precoce. Porém, infelizmente, não é o que acontece. Como esse tipo de gravidez apresenta, praticamente, os mesmos sinais e sintomas de uma gestação normal, isso acaba dificultando sua descoberta antes de se tornar um quadro emergencial.

Como é realizado o tratamento?

Existem duas formas de tratamento, o expectante e o cirúrgico.

  • Tratamento expectante: ocorre quando a gravidez ectópica se localiza na trompa, porém não ocorreu seu rompimento, não há batimentos cardíacos fetais e os níveis hormonais estão diminuindo.
  • Tratamento cirúrgico: o tipo de cirurgia dependerá da gravidade da gravidez, assim como o comprometimento hemodinâmico da paciente.

A realização do pré natal é essencial para prevenir uma gravidez ectópica.

A gravidez ectópica é uma situação emergencial. Entretanto, a principal forma de prevenção é a realização de um pré-natal adequado. Assim, diante de atraso menstrual, procure um médico e realize o teste de gravidez.

Top