Empresas que estimulam o home office

O home office é uma prática cada vez mais comum dentro das empresas. Em virtude do trânsito cada vez mais caótico, especialmente nas grandes…

Por Paulo Lima em 08/07/2013

O home office é uma prática cada vez mais comum dentro das empresas. Em virtude do trânsito cada vez mais caótico, especialmente nas grandes cidades, e do apelo por um maior equilíbrio entre vida pessoal e profissional, muitas companhias têm adotado novas estratégias de gestão afim de tornar o trabalho mais flexível.

Além de facilitar a vida dos funcionários, o home office gera benefícios à própria empresa, como redução de custos, sem contar as pesquisas que afirmam que trabalhar em casa aumenta a produtividade. Por isso que, nos últimos anos, tem crescido o número de organizações que adotam esta prática, como podemos ver na lista abaixo. Ela traz algumas das empresas que estimulam o home office no Brasil. Confira!

Empresas que estimulam home office

O home office tem se tornado uma prática cada vez mais comuns entre as empresas. (Foto: Divulgação).

• Ticket: de acordo com Eduardo Távora, diretor regional de vendas para o Norte e Nordeste da Ticket, a necessidade do trabalho remoto surgiu a partir da chegada de novos concorrentes ao mercado. Como construir filiais não atendia às premissas de redução de custo da companhia, a solução foi incentivar o home office. Com a prática, as receitas de vendas da empresa aumentaram 40%;

• Philips: o home office também faz parte da realidade da Philips com o conceito Work Place Innovation. A empresa possui quatro níveis de classificação no que diz respeito ao local de trabalho. Enquanto apenas 15% dos seus funcionários tem local fixo no escritório, a outra parte tem liberdade para atuar em casa;

Além de facilitar a vida dos funcionários, o home office gera benefícios à própria empresa, como redução de custos. (Foto: Divulgação).

• 3M: na 3M, o trabalho remoto não é uma prática recente. A empresa estimula o home office há quase dez anos, porém, a equipe de vendas é a única a trabalhar integralmente nesta modalidade;

• Softtek: o home office da Softtek Brasil ainda está amadurecendo, se compararmos com a matriz norte-americana. Aqui, 20% dos seus funcionários atuam em casa em algum período da semana, dependendo da natureza do trabalho;

Enquanto no Brasil o home office ainda está amadurecendo, em outros países, como os EUA, esta é uma prática bastante comum. (Foto: Divulgação).

• AES Brasil: outra empresa que tem se destacado na adoção de práticas que estimulam o home office é a AES Brasil. Em 2012, ela investiu significativamente na mudança de cultura visando o incentivo do trabalho remoto. Com a mudança de sede da companhia, houve uma redução de 20% no número de postos de trabalho, o que “obrigou” muitos funcionários a adotarem o home office.

Ao contrário do que muita gente pensa, quem trabalha em casa precisa de muita disciplina e também de algumas dicas para fazer o home office dar certo.

Top