Digitar muito afeta a saúde das mãos

O uso excessivo e repetitivo das mãos pode proporcionar alguns problemas à saúde dos indivíduos. Em geral, a pessoa pode apresentar sintomatologia importante diante…

Por Editorial MDT em 14/03/2013

O uso excessivo e repetitivo das mãos pode proporcionar alguns problemas à saúde dos indivíduos. Em geral, a pessoa pode apresentar sintomatologia importante diante desse hábito, o qual é denominado LER (lesão por esforço repetitivo). Saiba como a digitação pode afetar a saúde das mãos.

Conheça algumas dicas para aliviar a tendinite. 

O tratamento da LER deve ser multidisciplinar. (Foto: divulgação)

Saiba mais sobre a LER

A LER (lesão por esforço repetitivo) é uma nominação para definir toda e qualquer lesão causada por esforços repetitivos. Alguns exemplos desses, podemos citar a digitação, a má postura, dirigir, tocar violão, entre outros. Em geral, a LER abrange um grande grupo de doenças que atinge, principalmente, os músculos, os nervos e os tendões. Como resultado, esses fatos, podem provocar irritações e inflamações locais, responsáveis pela manifestação da sintomatologia.

Conheça as causas relacionadas a LER

São diversas as causas relacionadas a LER, sendo os movimentos repetitivos o principal fator desencadeante. Conheça abaixo outras etiologias associadas ao problema:

  • Postura inadequada por um longo período;
  • Prática de atividades trabalhistas que exijam uso excessivo das mãos;
  • Prática de atividades esportivas que exijam os membros superiores, de forma repetitiva;
  • Ritmo excessivo de trabalho;
  • Trabalho muscular estático;
  • Choques e impactos excessivos;
  • Pressão mecânica sobre algumas regiões do corpo;
  • Má divisão das tarefas, no ambiente de trabalho.

    Muitas pessoas trabalham com a digitação. (Foto: divulgação)

Conheça as manifestações clínicas da LER

De maneira geral, o primeiro sintoma da LER a surgir, é dor local. Após, o indivíduo pode começar a sentir formigamento, insensibilidade ou falta e força para segurar os objetos. Nos casos mais avançados da doença, as inflamações podem se tornar um processo degenerativo que afeta os nervos e os vasos sanguíneos. Como resultado, o indivíduo pode apresentar deformidades, presença de cistos, inchaços e perda dos movimentos dos membros.

São diversas as doenças ocasionadas ao esforço repetitivo

Além da LER, existem outras doenças que podem ser causadas pelo esforço repetitivo. Entre elas, podemos citar:

  • Tendidnite;
  • Síndrome do túnel do carpo.
  • Bursite;
  • Mialgias;
  • Tenossinovites.

Conheça qual a forma de tratamento para a LER

Diante das manifestações clínicas anteriormente citadas, é ideal buscar a orientação de um especialista para que ele possa avaliar o quadro e estipular um tratamento adequado. Entretanto, de maneira geral, o tratamento da LER é realizado através do uso de anti-inflamatórios, associado ao acompanhamento de uma equipe interdisciplinar. Este envolve a associação de médicos, terapeutas e acupunturistas.

A digitação em excesso pode afetar a saúde das mãos. (Foto: divulgação)

Os movimentos repetitivos das mãos, braços e pernas podem manifestar problemas ao sistema locomotor do indivíduo. Entre as consequências mais comuns, podemos citar a LER que pode trazer grande prejuízo à vida da pessoa, em alguns casos, afeta a funcionalidade da articulação. Assim, diante de qualquer um dos sintomas descritos anteriormente, é ideal buscar a orientação de um especialista para a estipulação de um tratamento adequado.

 Saiba o que é a síndrome da túnel do carpo. 

Top