Dieta Alcalina

Ela chamou a atenção de celebridades como Kirsten Dunst, Victoria Beckham e Jennifer Aniston, entre outras, que tiveram belos resultados na perda de peso.…

Ela chamou a atenção de celebridades como Kirsten Dunst, Victoria Beckham e Jennifer Aniston, entre outras, que tiveram belos resultados na perda de peso. Estamos falando da Dieta Alcalina, que virou febre em diversos países.

Dieta Alcalina (Foto Ilustrativa)

Essa dieta dos famosos promete emagrecimento rápido e acaba com as toxinas que tanto mal fazem para o organismo, deixando o corpo bastante saudável, tudo isso tendo como base alguns conhecimentos aprendidos nas aulas de Química.

O conceito utilizado é o do pH (potencial Hidrogeniônico) de um alimento, que classifica os alimentos como ácidos, neutros ou alcalinos, de acordo com a composição de cada produto. Como o próprio nome indica, ela prioriza o consumo dos alimentos alcalinos.

Dieta do frapê promete menos dois quilos por semana

Dietas frias para o verão 2015

Dieta Alcalina

Ela consiste em eliminar os alimentos muito ácidos do seu cardápio (Foto Ilustrativa)

Também conhecida como dieta do pH, a dieta alcalina objetiva mudar os hábitos alimentares, fazendo com que você opte por uma alimentação que equilibre o pH do corpo (7,4), tornando-o levemente alcalino, facilitando a absorção de nutrientes e a eliminação de toxinas.

Como os alimentos alcalinos geram menos resíduos, eles contribuem para diminuir o inchaço, a retenção de líquidos e a inflamação do corpo, que ajudam no aumento de peso. Assim, o organismo fica mais saudável e ganha mais força para queimar as gorduras, ficando mais fácil emagrecer.

Dessa forma, quem opta pela dieta alcalina passa a dar preferência a alimentos como frutas em geral (melão, abacaxi, maçã, laranja, morango, etc), frutas secas, azeite de oliva, hortaliças, verduras e oleaginosas, ou seja, ela consiste em uma dieta vegetariana, basicamente.

Leia Também:  7 ideias para não sair da dieta no inverno

A proporção ideal de consumo dos alimentos alcalinos e ácidos

Com as mudanças nos hábitos alimentares, emagrecer é uma consequência (Foto Ilustrativa)

Mas o segredo da dieta alcalina é que os alimentos ácidos não são totalmente abandonados. Conforme os conceitos básicos dessa dieta, o cardápio deve incluir 70% de alimentos alcalinos e 30% de alimentos levemente ácidos. Entre os alimentos levemente ácidos, estão o arroz integral, ovos e carnes brancas.

Já itens como refrigerantes, sal, açúcar, bebidas alcoólicas, farinhas brancas, chocolate, alimentos industrializados, leite e derivados, carnes vermelhas, café e frituras são muito ácidos e devem ser evitados.

Outros benefícios da dieta alcalina

Os alimentos alcalinos devem ser consumidos com alguns alimentos levemente ácidos (Foto Ilustrativa)

Além do emagrecimento rápido, outros benefícios da dieta alcalina são a prevenção de uma série de doenças (câncer, problemas cardiovasculares, etc) e o combate ao envelhecimento precoce, já que você passa a ter uma alimentação mais saudável.

Top