Dicas para reconhecer sinais de recalque

Amplamente usado na internet, o termo “recalque” não é nada novo e já foi definido em diferentes esferas do conhecimento, inclusive na psicanálise. Freud…

Amplamente usado na internet, o termo “recalque” não é nada novo e já foi definido em diferentes esferas do conhecimento, inclusive na psicanálise. Freud dizia que o recalque é um mecanismo de defesa, que remete para o inconsciente pulsões, emoções e afetos que são considerados repugnantes para uma pessoa. Esta repressão de sentimentos para o inconsciente não os elimina do quadro psíquico e pode causar distúrbios no indivíduo. Veja algumas dicas para reconhecer sinais de recalque numa pessoa.

A inveja é um dos sinais do recalque (Foto: Divulgação)

O que é o recalque

Na internet, quando alguém chama outra pessoa de recalcada, está dizendo, basicamente, que tal pessoa é muito invejosa. A inveja é um dos sinais do recalque, porém esta característica vai muito além do simples sentimento de inveja. A pessoa que sofre com o recalque costuma reprimir certos sentimentos, emoções e comportamentos. Tais aspectos podem ter sido, um dia, reprimidos e não realizados pela pessoa, por algum motivo. Portanto, para esta pessoa, existe uma enorme dificuldade em realizar certos desejos ou ter determinados comportamentos.

Sempre que alguém consegue ter o comportamento ou realizar coisas que o recalcado não consegue, a sua reação natural é a da censura a tais comportamentos. São pessoas frustradas, que criticam e reprimem os outros, como forma de extravasar tal frustração.

O recalcado também tende a diminuir a autoestima das outras pessoas (Foto: Divulgação)

Sinais de recalque

Como a frustração existe no recalcado, sua tendência é sentir inveja dos outros, porém tal pessoa tende a mostrar que os outros é que sentem inveja dela. Por isso, um dos sinais comuns do recalque é a menção constante à inveja, principalmente quando o recalcado faz tudo o que pode para chamar a atenção e, ao mesmo tempo, diz (ou pensa) que as pessoas o invejam por isso.

Leia Também:  Entenda como a baixa auto-estima pode atrapalhar a vida

É por isso mesmo que a pessoa com recalque tem dificuldades para aceitar e admitir que os outros tenham qualidades e brilho próprios. O recalcado tem baixa autoestima e sentimento de competitividade. Por isso, é tão difícil que ele elogie ou reconheça talentos alheios. Para ele, é mais fácil apontar defeitos que não existem em outras pessoas ou ressaltar os que realmente existem, como forma de afetar a autoestima alheia.

A pessoa com recalque, que costuma ter autoestima baixa, tenta camuflá-la de todas as formas. O recalcado investe numa imagem de pessoa bem sucedida, por exemplo; ou como alguém que sabe demais e reprime a sabedoria dos outros; critica as qualidades alheias, etc. Os bens materiais também entram, neste aspecto. É a famosa ostentação, em que o “parecer” aos outros é muito mais importante do que o “ser”.

 

O recalcado também ressalta defeitos alheios ou os cria (Foto: Divulgação)

O recalque também faz com que a pessoa tenda a possuir um discurso pronto para tudo. Ela não admite que não sabe algo ou que alguém tenha argumentos diferentes dos dela. Costuma ser do contra, em tudo, bem como ter respostas contrárias e prontas, para tudo. Muitos recalcados, inclusive, usam a internet, como forma de extravasar seu problema, fazendo comentários em redes sociais, páginas de diferentes naturezas, etc, sendo que tais comentários sempre são de opinião contrária, apenas para causar confusão entre as pessoas.

Top