Descubra o que fazer para melhorar o refluxo do seu bebê em 10 dicas

Muitos bebês possuem refluxo, pois a válvula do estômago para o esôfago não está madura o suficiente para conseguir segurar o alimento. Porém, nem…

Muitos bebês possuem refluxo, pois a válvula do estômago para o esôfago não está madura o suficiente para conseguir segurar o alimento. Porém, nem todos precisam de medicamentos para conseguir lidar com esse problema.

Separamos aqui algumas dicas para você melhorar o conforto do seu bebê enquanto ele estiver com refluxo.

  1. A posição do bebê: Coloque o bebê, durante a amamentação em posição vertical. Para melhor posicioná-lo, coloque uma perninha para cada lado da perna da mamãe. Assim, ele ficará sentadinho, próximo ao corpo da mãe e a gravidade impedirá que o leite volte. Mantenha-o nessa posição por 30 minutos após a mamada. Não o balance muito, deixe que fique calmo. Caso seu bebê se alimente de fórmulas, espere um pouco mais, deixe-o nessa posição por uns 40 minutos.
  2. Não deixe que o bebê durma na posição horizontal. É necessário que ele fique o mais vertical possível, ao menos 30 graus. Existem almofadas anti refluxo, mas outras alternativas são possíveis como travesseiros ou inclinar o colchão colocando algo debaixo. Certifique-se de o bebê está confortável.
  3. Cadeirinhas: Se o colocar em algum tipo de cadeira, prefira as reclináveis, para que o bebê não se debruce para frente pressionando o estômago.
  4. Leve seu filho para passear em carrinhos de passeio, valendo a dica número quatro, carrinho inclinado. Quanto mais o bebê passeia, mais calmo ele fica, menos ele chora e o refluxo diminui.
  5. Alimentação: O melhor leite para o bebê é o materno. Até os seis meses de idade o bebê deve ser alimentado exclusivamente com o leite da mãe. Mas, se isso não for possível, procure, junto com o pediatra, a melhor fórmula para o seu filho. Crianças com intolerância ou alergia a lactose possuem um refluxo muito mais difícil de tratar. Por isso, certifique-se que seu bebê está tomando a fórmula adequada para sua situação.
  6. Uma solução para os bebês que possuem refluxo e tomam fórmulas é engrossá-la. Mas faça isso com produtos adequados, comprados no mercado e próprios para esse fim. O peso do cereal ajuda o alimento a permanecer no estômago, evitando que volte pelo esôfago do bebê.
  7. A forma, a qualidade e a hora da refeição podem fazer muita diferença para um bebê com refluxo. Procure oferecer refeições menores e com maior frequência. Evite alimentá-lo logo antes da hora de dormir.
  8. Coloque o bebê para arrotar várias vezes durante a alimentação.
  9. Evite roupas muito apertadas, principalmente se a estreitamento for na região da cintura. Roupas estreitas podem aumentar a pressão do estômago e piorar o refluxo.
  10. A mamãe também pode tomar alguns cuidados com sua própria alimentação, podendo ajudar o bebê. Evite cafeína, condimentos picantes, alimentos gordurosos e ácidos. Isso poderá acalmar o bebê e diminuir o refluxo.

O refluxo é algo muito comum entre os bebês e pode causar complicações como infecções de ouvido (otites) ou até pneumonia. Preste muita atenção no sinais, caso perceba que algo não está correndo bem, procure um pediatra imediatamente.

Se depois de tentar todas essas sugestões o seu bebê continuar com problemas de refluxo, talvez seja necessário utilizar medicamentos. Faça sempre o acompanhamento com o pediatra para que seu filho cresça saudável.

Top