Decoração com móveis de brechó

Uma das principais preocupações que surgem na hora de rever a decoração da casa é o valor que você vai gastar para fazer as…

Por Andre em 25/11/2011

Uma das principais preocupações que surgem na hora de rever a decoração da casa é o valor que você vai gastar para fazer as mudanças. Se o orçamento anda um pouco apertado, mas mesmo assim você não abre mão de mudar o visual da residência, uma alternativa é a decoração com móveis de brechó, bazar, feirinhas de antiguidades, naquelas famosas vendas de garagem, que não são muito comuns no Brasil, mas podem ser encontradas em algumas localidades e até mesmo na casa de parentes, como a da vovó, por exemplo.

Além de encontrar peças antigas e com bastante durabilidade, algumas com muita história para contar, seja de uma família ou de uma determinada época, você pode acabar adquirindo uma bela raridade ou um móvel exclusivo, que estava perdido em meio a tantos outros objetos. Basta ter paciência para pesquisar e criatividade na hora de combinar os móveis antigos com aqueles modernos que você já possui.

Os móveis mais comuns de serem encontrados nestes locais são as grandes mesas de madeira com bancos, que podem ir para a copa, a cozinha ou a varanda; mesinhas de canto e centro, para as salas; estantes; cômodas; criado-mudo; penteadeiras; cadeiras; poltronas; sofás; e camas, muitos ainda da primeira metade do século XX. Aproveitando a ida ao brechó, você pode adquirir outros objetos para ajudarem na decoração, como relógios antigos, luminárias, garfos, facas, colheres, vasos, espelhos, aparelhos de TV e abajur, entre outros adereços.

Ao optar pela decoração com estilo retrô, que está bastante na moda atualmente, você deve tomar alguns cuidados, antes de sair comprando tudo o que encontrar pela frente, senão terá que organizar o seu próprio bazar, para vender tudo aquilo que comprou e não foi utilizado. A primeira coisa a se fazer é pensar no que você deseja mudar na casa, se é o quarto, a sala, a cozinha, o banheiro, a copa ou se a renovação vai ser geral. Passada esta etapa, é hora de procurar pelos locais onde são vendidos os objetos. Além dos que já citamos, a internet pode ser uma boa aliada, pois inúmeros sites de vendas de antiguidades têm sido criados.

Escolhido o(s) local(is) onde será realizada a(s) compra(s), é preciso prestar atenção em que estado de conservação estão os móveis. Caso estejam muito estragados, não vale a pena arriscar, uma vez que você terá que reformá-lo, aumentando os gastos. Para os objetos de madeira, é necessário verificar se há a presença de cupim, se existem rachaduras e se a madeira não está podre, enquanto para as peças de ferro deve ser observado se não estão enferrujadas. Cabe lembrar que estas observações só podem ser feitas pessoalmente, o que torna a compra via internet um pouco arriscada, a não ser que você conheça a procedência do produto.

Na hora de pagar, não se esqueça de pedir desconto, uma vez que os produtos já são usados e talvez necessitem de uma pequena reforma, para durarem por mais tempo, embelezando ainda mais a sua casa.

Top