Cuidados com o acabamento na hora da reforma

Depois de comprar um imóvel usado, os novos moradores se deparam com a necessidade de fazer algumas mudanças. O acabamento é alvo de grandes…

Por Isabella Moretti em 14/05/2012

A troca do revestimento não precisa representar uma dor de cabeça.

Depois de comprar um imóvel usado, os novos moradores se deparam com a necessidade de fazer algumas mudanças. O acabamento é alvo de grandes transformações, afinal, ele pode apresentar danos como rachaduras e trincas, ou mesmo estar totalmente fora de moda.

Para deixar a casa recém-comprada mais bonita e agradável, é necessário optar pela reforma completa. Este trabalho requer mão-de-obra especializada, um projeto bem desenvolvido para avaliar o custo-benefício das mudanças e materiais de construção resistentes para substituir as peças danificadas.

O acabamento é considerado a finalização do imóvel e, quando feito novamente, requer uma série de cuidados para que o resultado fique com uma estética bonita. A reforma deve superar o conceito básico e adotar elementos capazes de deixar a casa com um visual mais personalizado.

Saiba mais: Acabamento ecológico para casa

Os acabamentos na reforma

Para fazer economia da reforma da casa, é fundamental fazer uma pesquisa de preços nas lojas de materiais de construção, além de considerar as vantagens e desvantagens de cada produto. Quando escolhido de forma inadequada, o acabamento pode acabar pesando no orçamento doméstico e criando novas dívidas para a família.

Confira a seguir algumas dicas para mudar o acabamento na reforma, considerando os materiais que serão substituídos.

Azulejos

Patchwork com azulejos estampados e coloridos.

Quando a residência apresenta paredes revestidas por cerâmicas danificadas pelo tempo e pelo mau uso, surge a necessidade de fazer a troca. Entretanto, as mudanças não precisam ser empregadas no espaço vertical por completo, existem outros meios mais baratos e criativos de reformar.

Os arquitetos recomendam o trabalho com a técnica de patchwork usando azulejos, ou seja, revestir com pedaços de ladrilhos e pastilhas para fazer uma composição colorida e personalizada. Esta saiba pode ser interessante quando a cerâmica quebrada se encontra no meio da parede e o morador não quer trocar todas as peças.

Quem achar a ideia do patchwork muito trabalhosa pode procurar as peças usadas no acabamento original nos antiquários de azulejos, assim fica mais fácil fazer a substituição. O uso das pastilhas de vidro para ocupar os espaços dos azulejos removidos das paredes também é interessante, sobretudo em cozinhas e banheiros.

Veja também: Revestimento para banheiro, pastilhas, azulejos qual escolher

Pintura de parede

Colorir as paredes é uma saída simples e prática para renovar o visual da casa. Basta afastar os móveis, proteger o chão do ambiente que será pintado e preencher as imperfeições do revestimento anterior com massa corrida. Antes de aplicar a tinta acrílica, é necessário lixar a superfície e, em seguida, remover o pó.

Pisos

A sobreposição de pisos é uma tendência.

Normalmente a troca de pisos é associada ao quebra-quebra das peças e ao entulho de sujeira, mas nem sempre esta etapa da reforma precisa ser assim. Hoje em dia já existem revestimentos que podem ser aplicados sobre o antigo, garantindo uma superfície resistente e duradoura.

 

Top