Cuidados com Crianças no Inverno – Dicas

A temperatura vai caindo e se vestir, sair, tomar banho e outras atividades corriqueiras vão ficando mais complicadas, e para as crianças o frio trás…

Por Redacao em 09/05/2011

A temperatura vai caindo e se vestir, sair, tomar banho e outras atividades corriqueiras vão ficando mais complicadas, e para as crianças o frio trás ainda mais problemas! O corpo das crianças é mais sensível e as defesas ainda não estão bem fortalecidas, por isso o cuidado dos pais é fundamental para a saúde das crianças no inverno, principalmente os bebês. Gripes, resfriados e pele ressecada são os principais problemas que as crianças enfrentam nas épocas de frio. Os recém-nascidos correm um grande risco de ter hipotermia, é muito importante ficar alerta para a temperatura do corpo das crianças no inverno, mas não exagere demais nas roupas. Para saber um pouco mais veja as dicas de cuidados com bebê no inverno.

LÁBIOS: Os bebês babam muito, isto é normal, dentes nascendo e a falta de controle da saliva faz os pequeninos ficarem sempre babados. Nosso papel como pais é estar sempre com uma toalhinha e evitar que a roupa da criança fique muito encharcada, mas com todo esse processo de “baba e seca” os lábios podem ficar rachados no inverno, devido ao vento e a temperatura baixa. A melhor solução para o problema é passar protetor labial ou manteiga de cacau para manter os lábios hidratados.

BROTOEJAS: As brotoejas não são exclusividade apenas do verão, não! No inverno as mães costumam exagerar na quantidade de roupas, principalmente de lã, então as glândulas de suor ficam “entupidas” dando lugar a bolinhas vermelhas, principalmente nas dobrinhas dos bebês. Uma solução para este problema é vestir as crianças com várias camadas de roupas finas e ir tirando conforme a temperatura for aumentando.

PELE: É comum no inverno os bebês e crianças pequenas ficarem com a pele, principalmente do rosto, mais grossa e ressecada. Isso acontece devido ao contato direto da pele com o ar gelado e seco, provocando desidratação cutânea nos pequenos. A solução para a pele ressecada do bebê é não exagerar na temperatura da água do banho, usar sabonete e shampoo sem álcool e passar creme hidratante no rostinho do bebê cerca de 2 minutos após o banho, esses cuidados com crianças no inverno pode evitar dor de cabeça e idas frequentes ao médico por conta de resfriados e febres.

BANHO: Quando a gente é mãe as vezes fica com dó de dar banho nos pequenos nos dias muito frios e pensa em deixar passar achando que vai ser melhor pro bebê, que um diazinho sem banho não vai fazer mal… Tire isso da cabeça! O banho dos bebês deve ser diário! Para tornar o banho mais agradável mesmo nos dias mais frios, escolha o horário mais quentinho do dia, normalmente logo após o meio dia. A temperatura da água não pode estar muito quente, deve ser morninha. Aqueça o banheiro com um aquecedor para não causar um choque térmico no pequeno. Acelere os banhos dos dias frios, lave o bebê rapidinho e logo o enrole em uma toalha um pouco aquecida (por ferro elétrico ou secador).

HIPOTERMIA: A hipotermia é um assunto muito sério e pode levar a criança à morte, principalmente os recém-nascidos. Evite colocar o bebê em ambientes muito frios, procure vesti-lo adequadamente, colocar toucas pois cerca de 25% do calor do corpo do bebê se perde pela cabecinha, manter pés e mãos aquecidos com meias e luvas. Se notar as extremidades do corpinho geladas use um termômetro para verificar a temperatura do corpo, que deve estar acima de 36°, caso esteja a baixo leve o bebê para o hospital enroladinho num cobertor, com o rosto descoberto e com a barriguinha junto à sua, para transmitir seu calor à ele.

Com estes pequenos cuidados especiais com bebês no inverno essa estação será muito bem aproveitada como todas as outras. Procure fechar janelas e portas e evitar correntes de ar dentro de casa. Quando for passear com a criança certifique-se que esteja bem agasalhada, não mais que você, por menor que seja o bebê também sente calor. Cuide da pele do seu bebê como se tivesse cuidando da sua, eles não podem se comunicar direito então precisam dos nossos cuidados de pais.

Top