Cuidados ao emprestar dinheiro

Nos últimos anos, várias medidas foram lançadas para facilitar o acesso ao crédito. Na semana passada, por exemplo, o governo regulamentou o Cadastro Positivo,…

Nos últimos anos, várias medidas foram lançadas para facilitar o acesso ao crédito. Na semana passada, por exemplo, o governo regulamentou o Cadastro Positivo, sistema que vai entrar em vigor em janeiro do ano que vem permitindo que bons pagadores consigam taxas de juros mais baixas.

O atual cenário é extremamente favorável ao consumo e ao crédito. (Foto: Divulgação)

Tantas vantagens acabam se transformando num convite irresistível ao empréstimo. E muita gente acaba cedendo à tentação, pegando dinheiro para viajar, comprar algum bem, pagar as dívidas etc. Entretanto, esta é uma decisão que precisa ser muito bem planejada para não trazer prejuízos ao cliente no futuro.

Mesmo com as facilidades disponíveis no mercado, emprestar dinheiro inspira alguns cuidados importantes. Se algumas medidas não foram colocadas em prática, as chances de você arranjar problemas aumentam ainda mais. Por isso, confira as orientações que separamos e veja o que fazer na hora de realizar o empréstimo para não se comprometer.

Veja também: Primeiro cartão de crédito – dicas e cuidados.

Cuidados ao emprestar dinheiro

Mesmo com as facilidades disponíveis no mercado, emprestar dinheiro inspira alguns cuidados importantes. (Foto: Divulgação)

1. Em um cenário favorável ao consumo e ao crédito como o atual, é preciso seguir um planejamento para não perder o controle da situação. Ao recorrer ao empréstimo, veja que porcentagem a mensalidade vai “comer” de sua renda para que você possa reorganizar os seus gastos e despesas. Lembrando que a recomendação dos bancos e especialistas é de que ela não comprometa mais do que 30%

2. A redução de juros não significa que você pode aumentar a parcela de sua renda comprometida com dívidas. Nas atuais condições, isso apenas permite um consumo um pouco maior, nada muito além disso.

Leia Também:  Solbrilhando Leilões, Site www.solbrilhando.com.br

Saiba como economizar para aposentadoria.

Fazer uma reserva de emergência é importante especialmente em casos de empréstimos a longo prazo. (Foto: Divulgação)

3. É importante comparar as condições oferecidas por cada banco e as características de cada linha de crédito. Alguns podem achar que por causa da queda nas taxas de juros isso não é mais necessário, o que é um engano.

4. No caso de um empréstimo a longo prazo, é fundamental que o cliente tenha uma boa reserva de emergência em uma aplicação conservadora de alta liquidez, como a caderneta de poupança, por exemplo. Este valor vai servir de salva-vidas no meio do financiamento caso ele tenha alguma problema.

Para ter maiores esclarecimentos, converse com um especialista e veja quais outros cuidados você precisa tomar para poder emprestar dinheiro com mais tranquilidade.

Top