Coração artificial: saiba mais

Segundo dados brasileiros, em torno de 211 doentes aguardam na fila de transplante, por um doador compatível. Esse é o último passo para a…

Segundo dados brasileiros, em torno de 211 doentes aguardam na fila de transplante, por um doador compatível. Esse é o último passo para a sobrevivência, para aqueles que sofrem com graves problemas cardíacos. Felizmente, esses indivíduos tiveram uma grande notícia nesse ano de 2013. No Instituto de Cardiologia Dante Pazzananese, de São Paulo, uma das maiores referências de atendimento cardiológico, foi desenvolvido o coração artificial, a partir de técnicas genuínas. Conheça abaixo, mais informações a respeito do coração artificial.

Saiba mais sobre o primeiro transplante de rosto, no mundo. 

Saiba mais sobre o coração artificial brasileiro. (Foto: divulgação)

Coração artificial made in Brazil

O Instituto de Cardiologia Dante Pazzanese, de São Paulo, é uma das referências em atendimento cardiológico, em todo o território nacional. Nesse ambiente tão propício, o coração artificial foi desenvolvido, através de técnicas genuinamente brasileiras, sendo uma grande promessa para quem está na fila de transplantes.

Saiba mais sobre o coração artificial

O coração artificial foi elaborado pelo engenheiro Aron Andrade. A prótese é movida a bateria e tem como função principal, a substituição dos batimentos cardíacos realizados, até o momento, pelo coração debilitado. Como resultado, ela bombeia o sangue para o organismo de maneira artificial, assumindo a função da bomba cardíaca. Isso tudo acontece por meio de dois tubos com entradas de titânio, por onde a máquina é ligada ao órgão de verdade e também, à artéria aorta.

O número de indivíduos na fila de transplante cadíaco é imenso. (Foto: divulgação)

Um projeto inovador, aguardando testes

Com certeza, a invenção é uma esperança para aqueles indivíduos que estão na fila de transplantes, aguardando um doador. No entanto, para que o coração seja produzido em larga escala e fornecido aos pacientes, a prótese deve ser testada em 10 pacientes. Essa é um exigência da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), imposta desde  início do ano. Porém, a escolha do paciente não é uma tarefa fácil. Isso porque os candidatos devem apresentar os parâmetros clínicos para serem enquadrados na fila de transplante, mas não tão incapacitados a ponto da cirurgia ser uma contraindicação.

Continuar Lendo  Alimentos integrais ajudam a evitar diabetes

Coração artificial – uma realidade internacional

Os corações artificiais já são uma realidade para a medicina, desde os anos 1990. No entanto, até hoje, os principais fornecedores são a Alemanha e os Estados Unidos.

A primeira operação com a colocação de um coração artificial foi realizada pela equipe do Instituto do Coração de São Paulo (Incor), no ano de 1993. No entanto, tanto médicos quanto engenheiros brasileiros, estão ansiosos pela realização da primeira cirurgia com a colocação de um coração artificial brasileiro.

O coração artificial é uma esperança para quem está na fila de transplante. (Foto: divulgação)

É grande o número de pessoas que aguardam na fila de transplantes, para receber um novo coração. Como é muito difícil encontrar um doador compatível, os pesquisadores estão em constantes busca de um projeto que possa substituir o órgão. Atualmente, após muitas pesquisas, o coração artificial brasileiro está pronto para ser usado, no entanto, está no aguardo para um receptor.

Saiba mais sobre o transplante no Brasil. 

Top