Contrações: como identificar

Durante o período final da gestação a mulher pode ter vários episódios de contrações, porém nem todas são indicativas de que ela está em…

Por Editorial MDT em 23/12/2012

Durante o período final da gestação a mulher pode ter vários episódios de contrações, porém nem todas são indicativas de que ela está em trabalho de parto. Aprender a identificar as contrações é essencial para que a futura mamãe saiba quando ela deve ir ao hospital ou não. Pensando nisso, selecionamos dicas de como identificar as contrações. Confira.

É preciso saber identificar o trabalho de parto. (Foto: divulgação)

Maternidade na hora certa

O momento certo de ir para a maternidade é uma das principais dúvidas que surgem ao final da gestação. Alguns sinais são indicativos de que o parto está próximo, porém ele varia a cada mulher e se diferem a cada gestação. Embora as contrações sejam o aviso mais comum que o trabalho de parto está chegando, na forma de cólicas, são também os sinais que mais confundem as gestantes.

Isso porque o nono mês de gravidez é um período pelo qual as mulheres podem ser sentir menos confortáveis com o corpo. É normal ficar inchada, exercendo maior pressão sobre os órgãos internos e sentindo mais o peso do bebê, que está se encaixando na pelve. Tudo contribui para que ela confunda os pequenos mal-estares com contrações.

Como são as contrações

As contrações se caracterizam por sinais e sintomas como:

  • Dor no baixo ventre, semelhante a uma cólica menstrual, porém mais forte que o normal;
  • Endurecimento da barriga durante a contração, com duração média de 1 minuto por vez;
  • Dor caracterizada por pontada na região da vagina ou no fundo das costas (região lombar).

    A gestante deve aprender a identificar as contrações. (Foto: divulgação)

Veja também fases do parto, descubra os sinais da chegada do bebê 

Sinais que indicam o trabalho de parto

Os sinais que indicam que a gestante está entrando em trabalho de parto são basicamente:

  • Ruptura da bolsa e extravasamento do líquido amniótico pela vagina (OBS: nem sempre ocorre o rompimento);
  • Contrações que mantém o ritmo de forma regular. Ou seja, elas surgem a cada 20 minutos e depois vem a cada 15, 10 e 5 minutos;
  • A intensidade das contrações aumenta progressivamente;
  • O tempo de intervalo entre uma contração e outra diminui cada vez mais;
  • As contrações não diminuem com o repouso.

Quando a mulher deve ir ao hospital

  • Quando identificar os sinais de trabalho de parto citados;
  • Se ocorrer perda de sangue ou líquido durante a gestação;
  • Se as contrações forem intensas em qualquer momento da gestação.

    As contrações são ritmícas e regulares. (Foto: divulgação)

Veja também as vantagens e desvantagens de cada tipo de parto 

É comum a gestante ter dificuldades para identificar as contrações e o trabalho de parto. Porém, saber identificar quando elas realmente ocorrem e quais sinais vêm acompanhados, faz com que a gestante sinta-se mais segura e procure o hospital no momento certo para o nascimento do bebê.

 

 

 

 

Top